08 de Outubro de 2019, atualizado ás 10:10

A origem das raças dos cães



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Existem cerca de 400 raças de cães no mundo, todas nascidas através das nossas interferências nos cruzamentos caninos, para acentuar uma determinada característica do cachorro.

Toda essa variedade diz muito sobre formato fenotípico, genético e comportamental. Sendo usadas para trabalho e para simplesmente serem nossos companheiros fiéis.

Mas, como tudo começou?

Siga => A Folha Hoje no Google New

A origem das raças dos cães (lounge.obviousmag.org)

Quando começamos a criar cães e eles deixaram de ser lobos para virar cachorros de fato, precisávamos que nossos novo companheiros não comessem os rebanhos que criávamos.

Assim, escolhendo fêmeas e machos com o comportamento que queríamos, os levamos a cruzar e gerar filhos que tenham o comportamento parecido e tornamos a cruzar cães que tinham determinada postura que queríamos, até surgir os cães pastores.

Começamos escolhendo cães para cuidar do rebanho, um animal que tinha de ter uma personalidade forte diante do gado, mas não agressiva ao ponto de gerar medo.

Então, selecionamos geneticamente, isso mesmo, nós que fizemos isso, para surgir os primeiros cães pastores.

As primeiras raças caninas

Segundo a Federação Cinológica Internacional (FCI) são reconhecidas 350 raças de cães em todo o mundo.

No Brasil, reconhecidas pela FCI temos o fila brasileiro e o terrier brasileiro. Duas lindas raças que fazem parte de muitos lares do nosso país.

A origem das raças dos cães (farejadordecaes.com.br)

Para cada tipo de tarefa que víamos ser um potencial bom para os cães, começamos a selecionar os cruzamentos para gerar filhotes com um comportamento ou característica que desejávamos.

O rottweiler grandalhão e típico cão de guarda de hoje é, na verdade, um cão boiadeiro. Criado para cuidar do rebanho e proteger o gado.

Muitas modificações modernas transformaram o físico da maioria das raças por pura estética e gosto, para que os cães sejam mais aceitos nos lares como companheiros.

LEIA TAMBÉM:

Como os cães evoluíram junto aos humanos?

Lendo o comportamento dos cães pelo movimento da cauda

Ainda existem uma penca de raças escolhidas para trabalho, como o pastor alemão para a polícia, os border collie para pastoreio e beagle como cão de caça.

Porém, hoje em dia é muito mais a criação pela companhia que pelo trabalho.

Então, quando se pensar em criar um o de raça é importante que veja sua origem, eu passado, porque essa origem é marcante em seu comportamento.

E muitas vezes as pessoas abandonam ou vivem com problemas com seu cão por não conhecerem e não entenderem as razões daquele tipo de postura do seu animal.

É o caso dos cães de focinho achatado, os pequenos, como o pug, o bulldog francês e o inglês, que possuem uma estrutura pequenina e um pelo curto, mas são cães originários de lugares frios.

E por essa razão sofrem demais com o calor tropical no nosso país.

Portanto, pesquise sobre a origem da raça do seu cão, estude e entenda, para poder oferecer uma vida melhor para ele.

Pois a genética pesa nos instintos e comportamentos dele. 




G M Rhaekyrion

Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.

  

0 Comentários