AliExpress avisa sobre o possível atraso nas entregas
A empresa chinesa AliExpress, que faz parte do grupo de E-Commerce Alibaba, publicou no último sábado (14) que poderia haver variações no período de entrega.
Por: Anderson Gomes / 19 de Março de 2020 às 17:27:06

Looks like you have blocked notifications!

A empresa chinesa AliExpress, que faz parte do grupo de E-Commerce Alibaba, publicou no último sábado (14) que poderia haver variações no período de entrega.

A mudança pode ocorrer devido ao surto de coronavírus, que tem afetado o país de origem das importações. A China foi o país onde houveram o maior número de casos confirmados da doença e mortes até agora.

A Folha Hoje notícias

AliExpress avisa sobre o possível atraso nas entregas devido o coronavírus

Contudo, o AliExpress informou em seu blog oficial que tais variações poderiam ocorrer nos próximos dias, mas que a situação seria regularizada o mais breve possível.

O governo chinês está tentando normalizar o comércio

Atualmente, 95% das grandes empresas chinesas já voltaram ao trabalho e 60 das grandes e médias empresas já retornaram a rotina na China. Um avanço, devido a queda dos casos e as medidas na prevenção da doença que estão sendo adotadas.

Na China, o governo de Pequim anunciou que está comprometido a ajudar o país e as empresas locais a voltar a situação que havia antes da pandemia de coronavírus.



Visto que, a China é um dos países com a melhor economia do mundo, atrás apenas do EUA.

A encomenda pode ter problemas na alfândega, mas sem pânico: o Ali Express explica

Sobre a parada que a encomenda pode fazer ao passar na alfândega durante o tempo de surto do coronavírus, aqui vão alguns avisos:

Cientistas afirmam que não há risco de contaminação em encomendas após um longo período de viagem

As medidas tomadas podem ser diferentes, dependendo da rota escolhida. Já que a encomenda passa por diferentes países e empresas de logística até chegar ao país de destino.

O AliExpress trouxe algumas novas medidas para confortar vendedores e clientes:

  • Se a encomenda for devolvida ao remetente devido à nova epidemia de coronavírus, nesse caso, a Cainiao (empresa de logística chinesa lançada pelo Alibaba Group) e o AliExpress compensarão o custo de entrega.
  • Se as mercadorias forem entregues no país de destino e destruídas pela alfândega do país devido à nova epidemia de coronavírus, o AliExpress e o Cainiao pagam o custo padrão da entrega do pedido e o valor correspondente da declaração de carga (mas não excedendo o valor do pedido).

E fique tranquilo, a empresa assegura que mesmo que a encomenda seja perdida ou tenha um fim fora dos padrões, o cliente poderá abrir uma disputa e receber total reembolso sobre a perda.

Gostou do conteúdo? Confira essas e outras notícias no site A Folha Hoje através do link para encontrar mais assuntos interessantes sobre diversos temas. 


Postado por: Anderson Gomes
Sou redator e professor de Física, curto uma boa música, games e, acima de tudo, estar com minha família.

Load more

Notícias relacionadas

Receba nossas notícias NO CELULAR

Receba nossas NEWSLETTER

Futebol ao Vivo Receita Notícias Futebol ao Vivo