07 de Novembro de 2019, atualizado ás 23:11

Animais eram mantidos em situação de maus-tratos em Maceió



Por: | Alagoas

Compartilhar:
         

Uma idosa de 72 anos e seu filho mantinham gatos, patos e um cão sem condições apropriadas para a criação desses Animais. Os “donos” responderão por crimes de maus-tratos.

Siga => A Folha Hoje no Google News

A partir de uma denuncia anônima levada a Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil Alagoas (OAB-AL) e a Polícia Civil, uma casa no bairro da Jatiúca, em Maceió, Alagoas, mantinha 20 Animais em condições de maus-tratos.

Presos, sujos, em lugares pequenos e sufocantes, os patos, gatos e o cão viviam na casa de uma mulher de 72 anos e seu filho.

Animais eram mantidos em situação de maus-tratos em Maceió (g1.globo.com)

O flagrante foi declarado nesta quinta-feira, 07 de novembro, de 2019 e os “donos” responderão por maus-tratos aos Animais.

Ao ser realizada a vistoria a senhora se recusou a se identificar e seu filho precisou ser detido pela polícia, devido a agressividade demostrada na situação do flagrante.

LEIA TAMBÉM:

+Municípios com menos de 5 mil habitantes podem ser extinguidos

O ambiente onde os Animais viviam era inapropriado. Sujo cheio de lixos, restos de comida podre espalhados e utensílios sujos.

Mantidos nos fundos da casa, os gatos ficavam em gaiolas, enquanto os patos, galinhas e o cachorro ficavam em um ambiente minúsculo, presos e sem a menor condição.

Animais eram mantidos em situação de maus-tratos em Maceió (g1.globo.com)

Passavam o dia inteiro no mesmo lugar onde dormiam, comiam e faziam suas necessidades. A casa estava imunda e sem estrutura para comportar aquela quantidade de seres.

A dona da casa afirmou que cuidava dos Animais, mas a OAB declarou a situação inaceitável.

“Estou chocada com a situação. Os acumuladores recebem e comercializam Animais sem nenhum tipo de fiscalização. Aqui tem patos, cães e gatos registrados. E quem está facilitando para essa senhora são pessoas criminosas”, falou a presidente da comissão da OAB, Rosana Jambo.

Animais eram mantidos em situação de maus-tratos em Maceió (g1.globo.com)

Os animais foram resgatados e vão ficar aos cuidados de voluntários. A Polícia Civil vai abrir um inquérito para investigar o crime.

“A senhora e o filho dela vão responder por crime de maus-tratos a Animais e também vai ser confeccionado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra eles”, afirmou o delegado Leonan Pinheiro.

A pena para um crime de maus-tratos a Animais é de até um ano de reclusão.




G M Rhaekyrion

Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.

  

0 Comentários