Aos 63 anos, morre Vadão, ex-técnico da seleção feminina
Nesta segunda-feira, 25 de maio, Vadão, ex-treinador da seleção feminina de futebol faleceu vítima de câncer, na cidade de São Paulo.
Joey Phillipe - 25 de Maio de 2020 às 21:45:51

Na tarde desta segunda-feira, 25 de maio, faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, ex-treinador da seleção brasileira de futebol. Com registros de passagem por times como São Paulo, Corinthians, Guarani, Ponte Preta e outros.

Inicialmente, aos 63 anos, Vadão enfrentava um câncer no fígado. Bem como estava internado, desde a semana retrasada, no Hospital Albert Einstein, na cidade de São Paulo. O hospital confirmou o falecimento, por meio da sua Assessoria de Imprensa, à equipe de reportagem do GloboEsporte.com.


RELACIONADAS



Além disso, desde o início de 2020, Vadão lutava contra a doença, quando realizou sessões de quimioterapia e, inclusive, apresentou evolução, porém o quadro voltou a se agravar recentemente. O corpo seguirá para Monte Azul Paulista, local onde Vadão nasceu e será sepultado. Assim como o velório será restrito aos familiares.

Conheça o Histórico de Vadão
Aos 63 anos, morre Vadão, ex-técnico da seleção feminina – Foto: R7

Primeiramente, Oswaldo Fumeiro Alvarez atuou como jogador nos times juvenis do Guarani e do Botafogo-SP nos anos 70. Já no futebol profissional registra passagens pelo Paulista, Velo Clube e Capivariano.

No entanto, Vadão fez o seu nome na beira do campo, como treinador. Tendo sua história sempre ligada ao futebol do interior paulistano, começando pelo primeiro trabalho de grande importância.

Por fim, ganhando destaque com o “Carrossel Caipira” no time Mogi Mirim, no qual auxiliou o lançamento de Rivaldo, Leto e Válber, que eram símbolos do time que tinha como inspiração a Holanda de 1974, atuando no esquema 3-5-2.

VEJA TAMBÉM



Postado por: Joey Phillipe
Sou redator, curto a área de informática, gosto de games e esportes.