Após crise envolvendo o ex-ministro Bebianno, o presidente Jair Bolsonaro planeja estratégias para aprovação da Reforma da Previdência e do pacote anticrime de Sérgio Moro. Para isso, os assessores da presidência declaram que o Chefe de Estado deverá assumir o comando das ações junto ao Congresso.

Após crise com Bebianno, Bolsonaro planeja estratégia para aprovação da Reforma da Previdência (foto: internet)
Após crise com Bebianno, Bolsonaro planeja estratégia para aprovação da Reforma da Previdência (foto: internet)

Receba Mais notícias como essa – Clique Aqui!

Estratégia para aprovação da Reforma


RELACIONADAS



A crise envolvendo Bebianno causou sérios danos à imagem do presidente Bolsonaro, sobretudo quanto a influência dos seus filhos na tomada de decisões governamentais. No entanto, o Chefe de Estado deve dar continuidade as promessas feitas durante a sua campanha.

Loading...

Segundo a equipe presidencial, a ideia é focar tanto na aprovação da Reforma da Previdência, quanto no pacote anticrime idealizado pelo ministro Sérgio Moro. Para que isso aconteça, estima-se que o presidente tenha que assumir o comando e enviar as propostas pessoalmente para o Congresso.

Somado a entrega da proposta para a mudança nas regras de aposentadoria no país no Congresso, o presidente irá realizar um pronunciamento à nação. Segundo os assessores, isso pode ser feito por meio de rádio, emissoras de televisão ou por transmissão ao vivo nas redes sociais.

Loading...

Para ter sucesso com a aprovação dos projetos, Bolsonaro irá pedir ajuda aos seus ministros. Além disso, ainda irá se reunir com representantes do PSL e com os líderes da base aliada na próxima quinta-feira.

Após crise com Bebianno, Bolsonaro planeja estratégia para aprovação da Reforma da Previdência (foto: internet)
Após crise com Bebianno, Bolsonaro planeja estratégia para aprovação da Reforma da Previdência (foto: internet)

Leia Também:

Presidente Bolsonaro culpa governo anterior sobre crise no país

 Assessores de Bolsonaro afirmam que presidente precisa impor limites aos filhos

Loading...

 Medidas para aprovação dos projetos

Os líderes aliados avisaram ao presidente sobre a urgência na formação de uma base aliada na Câmara, pois ela não existe de maneira formal atualmente. Segundo alguns governistas, ainda não é possível garantir que existem votos suficientes para que os projetos sejam aprovados.

No entanto, os líderes da base aliada acreditam que ainda há tempo no cronograma de votações para que o presidente consiga construir uma base de apoio no Legislativo.

Mas que, em um cenário otimista, as votações para os projetos sejam iniciadas apenas em maio deste ano. O sucesso para a aprovação das propostas governamentais irá depender dos próximos passos adotados pelo presidente na construção de uma base aliada sólida, que vote a favor dos projetos apresentados.

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui