Nesta quinta-feira, 14 de maio, o presidente Jair Bolsonaro reuniu-se com o presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia, por alguns minutos, no Palácio do Planalto.

Embora, durante uma videoconferência com empresários, no período da manhã, Bolsonaro tenha expressado críticas à Rodrigo Maia, quanto a condução de medidas provisórias. O encontro entre os dois aconteceu no horário da tarde.


RELACIONADAS



“Conversamos sobre o momento, sobre como é que cada vem enxergando esta crise. Nós sabemos qual é a posição do presidente, hoje mesmo ele falou. Eu tenho a minha posição. Ele sabe qual é. O que eu disse ao presidente é que precisamos encontrar os pontos que nos unem”, declarou o presidente da Câmara durante entrevista após o encontro, no tocante à crise do coronavírus.

Loading...

De acordo com Maia “o importante é que todos possam voltar a sentar à mesa e discutir os caminhos. Por exemplo, a importância de a gente conseguir acelerar e aumentar o número de brasileiros testados”.

“Os conflitos, as brigas, elas geram insegurança, perda da confiança da sociedade”, afirmou Maia. Além disso, completou: “Meu papel institucional é levar ao presidente a pauta da Câmara e mostrar o que nós estamos fazendo”.

Loading...

As declarações de Bolsonaro  e Rodrigo Maia

Após críticas, Bolsonaro recebe Maia no Palácio de Planalto
Após críticas, Bolsonaro recebe Maia no Palácio de Planalto – Foto: O Globo

Inicialmente, durante a reunião virtual com empresários anteriormente citada, Jair Bolsonaro não chegou a citar o nome de Rodrigo Maia, mas criticou sua posição favorável ao isolamento social, em atendimento as recomendações dos especialistas e da Organização Mundial de Saúde – OMS.

“Parece que quer afundar a economia, para ferrar o governo, para talvez tirar um proveito político lá na frente”, afirmou Bolsonaro.

No entanto, ao ser questionado por um jornalista, durante a entrevista “Ele [Bolsonaro] acusou o senhor de boicotar o governo”, Rodrigo Maia declarou: “Nós vamos construir os caminhos para sair da crise. Eu não vou responder a essa pergunta”.

Além disso, Bolsonaro expressou outras críticas no encontro com empresários, dentre elas a entrega da relatoria da MP 936, a qual trata da flexibilização dos contratos de trabalho, ao Deputado Orlando Silva. No entanto, sobre o assunto, Maia destacou: “É um excelente relator”.

Loading...

“Entregar a MP da flexibilização de contratos para o PC do B é para não resolver. Então, tem gente que não é do governo, está lá dentro de outra Casa, que não quer resolver o assunto. Parece que fez acordo com a esquerda. E não dá para fazer acordo com a esquerda. Nós já sabemos qual é a linha da esquerda. É uma linha sindical, é uma linha que realmente não tá voltada para o desenvolvimento”, declarou Bolsonaro aos empresários.

Veja outras críticas do presidente da República

Jair Bolsonaro ainda criticou a tramitação da MP 910, a qual trata da regularização fundiária, que está na iminência de perder a validade, devido não ter existido acordo durante a votação. O instrumento textual encontra-se no plenário da Câmara, no entanto, os líderes já fecharam acordo.

Portanto, foi protocolado um projeto de lei de conteúdo semelhante, em lugar de prosseguir a MP encaminhada pelo governo.

“Nosso diálogo foi para manter o diálogo, não foi para dividir”, afirmou Rodrigo Maia. “Como presidente da Câmara, tenho a responsabilidade de estar sempre dialogando”, disse. “Meu papel na Câmara tem sido construir pontes, construir diálogos”.

Após críticas, Bolsonaro recebe Maia no Palácio de Planalto
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui