Após um desentendimento sobre as novas medidas para EBC, o presidente Bolsonaro decide demitir o atual presidente da estatal de comunicações. Luiz Antônio Ferreira foi nomeado durante a gestão do ex-presidente Michel Temer e terá a sua exoneração publicada no DOU nesta segunda-feira (25).

Após desentendimento, presidente Bolsonaro demite o presidente da EBC (foto: internet)
Após desentendimento, presidente Bolsonaro demite o presidente da EBC (foto: internet)

Siga A Folha Hoje no Google News – Clique Aqui!

Nova indicação


RELACIONADAS



Segundo o porta-voz da Presidência da República, quem irá substituir o então presidente da estatal é o diretor de operações, Alexandre Henrique Graziani. No entanto, ele não irá ocupar o cargo de maneira imediata, pois para isso será preciso passar por alguns trâmites.

Loading...

O setor de inteligência do Palácio do Planalto será o responsável pela realização de uma triagem. Nela, será feita uma análise minuciosa sobre a conduta anterior do indicado para ocupar o cargo de presidente da EBC.

Assim, até o momento, só há confirmação de que quem poderá assumir o cargo é Alexandre Henrique Graziani. O anúncio foi feito pelo próprio porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo.

Loading...
Após desentendimento, presidente Bolsonaro demite o presidente da EBC (foto: internet)
Após desentendimento, presidente Bolsonaro demite o presidente da EBC (foto: internet)

Leia Também:

 Áudio de presidente Bolsonaro é vazado e revela conversa comprometedora com Onyx

Bolsonaro se reúne com Ministro do Turismo envolvido em caso de laranjas

Motivo da demissão

A demissão do presidente da EBC ocorreu logo depois de um desentendimento dele com o ministro da Secretaria de Governo Carlos Santos. O parlamentar é o responsável pela reestruturação da estatal e planeja a realização de grande corte de pessoal.

Loading...

No entanto, Ferreira discordou da decisão e dos planos para a alteração das programações tanto das televisões, quando das rádios. Sobretudo porque, a reestruturação sugerida apontava para o corte de 10% do quadro de funcionários e a redução na quantidade de canais de televisão e de rádio.

Essa reestruturação da estatal está planejada para acontecer ao longo de dois anos, período no qual também será feita a venda dos imóveis e dos estúdios de comunicações usados pela empresa.

Ao ser questionado quanto ao motivo da sua demissão, o então presidente da EBC negou qualquer relação com o desentendimento com o ministro. Segundo ele, esse é um processo ordinário e característico dos cargos de confiança.

Ele ainda chegou a afirmar que esse tipo de movimentação realizada pela Secretaria de Comunicação é considerada um processo completamente natural e não decorrente de qualquer tipo de desentendimento devido às decisões futuras na empresa.

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui