O caso aconteceu nos Estados Unidos, uma mulher grávida levou um tiro no estômago durante uma discussão. Ela acabou sofrendo um aborto e agora a justiça a acusa de homicídio pela morte do feto.

Mulher grávida leva tiro durante uma briga, perde o bebê e agora é acusada de homicídio pela morte do feto
Mulher grávida leva tiro durante uma briga, perde o bebê e agora é acusada de homicídio pela morte do feto (Imagem: extra.globo)

De acordo com a corte do estado do Alabama, a grávida seria culpada pela morte do bebê que ela carregava no ventre. Pois ela teria sido a responsável por começar a briga que levou ao disparo.


RELACIONADAS



Esse caso tem sido muito discutido nos EUA, já que a mulher que atirou 5 vezes em seu ventre segue em liberdade. De acordo com organização do YellowFund, eles ajudarão a tirá-la da prisão, dando toda assistência legal.

Loading...

Entenda o caso

No dia 4 de dezembro de 2018, Ebony Jemison atirou em Marshae Jones que estava grávida de 5 meses. De acordo com as autoridades, a briga teria sido motivada por uma disputa pelo pai do bebê.

Ebony chegou a ser indiciada por homicídio culposo, no entanto, após investigações a polícia alegou que Marshae começou a briga. E que Ebony agiu em legítima defesa.

Loading...

Por isso, o júri decidiu indiciar Marshae Jones, pois segundo eles, mesmo sabendo que estava grávida de 5 meses, ela iniciou uma briga. Causando a morte intencional do feto.

Essa não é a primeira vez que um caso com esse ocorre no Alabama, visto que se trata de um estado do sul dos Estados Unidos, sendo bastante religioso, conservador e totalmente anti-aborto. Além de um dos estados que mais acusam mulheres de crimes relacionados à gravidez. Mesmo que elas não tenham culpa, como é esse caso.

Confira também:

Segundo pesquisa Ibope, a aprovação do governo Bolsonaro é de 32%

Loading...

O prazo para retirada do abono salarial acaba nesta sexta-feira (28)!

Loading...