Na última segunda-feira, 20 de abril, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado sobre as mortes ocasionadas pelo coronavírus. Visto que o Brasil registrou até ontem o número de 2575 mortes, bem como mais de 40.000 casos de pessoas infectadas. Diante do questionamento por parte de um jornalista, Bolsonaro afirmou que não é “Coveiro”.

Primeiramente, a declaração por parte do presidente da república foi prestada na portaria do Palácio da Alvorada, no final da tarde desta segunda-feira (20/04), durante uma conversa de Bolsonaro com apoiadores e jornalistas.


RELACIONADAS



De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, até segunda, o Brasil registrava 2.575 mortes e 40.581 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Tendo anunciado no mesmo dia, havia ocorrido 300 mortes ocasionadas pela COVID-19, sendo corrigido pelo próprio Ministério posteriormente, para o número de 113 mortes.

Loading...

Mais sobre esta e outras declarações de Bolsonaro

Após ser questionado, Bolsonaro afirma: “Não sou Coveiro”
Após ser questionado, Bolsonaro afirma: “Não sou Coveiro” – Foto: Portal Paraná

Durante o diálogo com o presidente, o jornalista indagou: “Presidente, hoje tivemos mais de 300 mortes (corrigido para 113 pelo Ministério posteriormente). Quantas mortes o senhor acha que…”

Entretanto, antes mesmo que o jornalista encerrasse o seu questionamento, Bolsonaro o interrompeu: “Ô, cara, quem fala de… Eu não sou coveiro, tá certo?”. Contudo, mesmo o jornalista tentando refazer a pergunta, o presidente voltou a afirmar: “Não sou coveiro, tá?”, repetiu.

Loading...

No período da manhã, enquanto saía do palácio da Alvorada, Bolsonaro comentou sobre a pandemia, afirmando que uma média de 70 % da população seria contaminada pelo coronavírus e não haveria como evitar isso.

De acordo com o presidente: “Aproximadamente 70% da população vai ser infectada. Não adianta querer correr disso. É uma verdade. Estão com medo da verdade?”, bem como afirmou, “houve uma potencialização das consequências do vírus”.

Ainda, durante o retorno de um passeio por Brasília, no último dia 29, Bolsonaro havia afirmado que para enfrentar o vírus seria necessário agir “como homem”. Segundo ele: “Essa é uma realidade, o vírus tá aí. Vamos ter que enfrentá-lo, mas enfrentar como homem. Não como um moleque. Vamos enfrentar o vírus com a realidade…”

Após ser questionado, Bolsonaro afirma “Não sou Coveiro, tá?”
Loading...

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui