-Publicidade-

Auxílio emergencial: Nova Rodada Terá Quatro Parcelas De Até R$ 250

Saiba tudo sobre o novo Auxílio Emergencial, que está previsto para ser pago já no próximo mês com parcelas que podem chegar até R$ 250

-Publicidade-

O novo auxílio Emergencial ainda está em discussão no Congresso com relação ao novo valor das parcelas que, segundo a equipe econômica do governo, prevê mais quatro parcelas de R$ 200 a R$ 250 para 40 milhões de brasileiros – incluindo os 14 milhões do Bolsa Família.

Se inscreva na nossa página no GOOGLE NEWS e receba mais notícias como esta.

Se o valor do auxílio for fixado em R$ 200 acarretará um custo de R$ 32 bilhões, e se for a R$ 250 o custo será de R$ 40 bilhões. Isso será um gasto 65% menor comparando com o primeiro auxílio. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), defende que a nova rodada do auxílio emergencial comece a ser paga já no início de março.

Pacheco ainda disse que há uma “compreensão de todos de que a assistência precisa existir nos próximos quatro meses”. Nesta segunda o senador afirmou que o governo deveria liberar as novas parcelas assim que o Senado aprovar a PEC (Proposta de Emenda à Constituição conhecida) Emergencial – antes mesmo da aprovação da Câmara.

-Publicidade-

Auxílio Emergencial – Votação Da PEC

Ao que tudo indica, a PEC de caráter emergencial será votada nesta quinta-feira (25) e, em seguida, vai seguir para a Câmara dos Deputados. O relator da proposta, o Senador Márcio Bittar, divulgou o texto que será colocado em votação.

-Publicidade-

Além disso, o Novo Auxílio Emergencial prevê medidas para não aumentar muito o endividamento do País, tais como o congelamento de salários de servidores e a não obrigação do reajuste do salário mínimo. 

A proposta do senador difere do que foi apresentado pelo governo em novembro de 2019, pela qual os pisos seriam mantidos, mas unificados, dando uma maior flexibilidade a estados e municípios para gastarem mais em uma área do que em outra.

O Que Sabemos Do Novo Auxílio

  • O chamado marco fiscal, com a PEC emergencial, o Pacto Federativo e a cláusula de calamidade, vai abrir espaço para o novo auxílio emergencial
  • Mecanismo permite que o governo faça um novo endividamento, fora do teto de gastos, para pagar o auxílio emergencial
  • O novo auxílio emergencial deve beneficiar 40 milhões de brasileiros, incluindo os 14 milhões do Bolsa Família
  • Custo previsto é de cerca de 30 bilhões
  • O valor do auxílio deve ficar entre R$ 250 e R$ 300
  • O número de parcelas ainda não está fechado, podem ser 3 ou 4

-Publicidade-

Se inscreva na nossa página no GOOGLE NEWS e receba mais notícias como esta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade e nossos termos de uso Aceitar Ler Política