O Governo vai disponibilizar um Auxílio Emergencial de R$ 600 para atender as necessidades básicas de uma grande parcela da população brasileira que ficou desamparada após ter suas funções paralisadas durante esta pandemia, provocada pelo Covid-19.

O valor, no entanto, não é fixo e pode até aumentar caso atenda critérios específicos. No caso de mulheres que cuidam sozinhas de seus filhos, por exemplo, estas poderão receber até R$ 1.200,00 caso comprove sua condição.


RELACIONADAS



O Auxílio Emergencial será pago em três parcelas e o valor pode ser depositado em uma conta ativa na Caixa ou no Banco do Brasil. Ou seja, a mesma usada para receber recursos de programas sociais, como FGTS ou PIS/Pasep.

O calendário de pagamento ficará disponível nesta segunda-feira (06/04). E você pode conferir aqui na Folha Hoje.

Confira outras matérias:

PIS/Pasep: Confira o calendário do abono 2020-2021

Encceja 2020: Confira o Edital do INEP

Requisitos para receber o Auxílio Emergencial

Auxílio Emergencial: Saiba como e quais os requisitos para receber os R$ 600
Auxílio Emergencial: Saiba como e quais os requisitos para receber os R$ 600 – Imagem: Gov.br

Veja quais são as exigências do Governo para retirada do auxílio:

  1. Maiores de 18 anos;
  2. Não pode ter emprego formal ativo;
  3. Não deve estar recebendo benefício da previdência (aposentadoria) ou seguro desemprego;
  4. Pessoas que recebem renda total familiar cuja a soma chegue até três salários mínimos (R$ 3.135);
  5. Pessoas com uma renda per capita (por membro da família) de até meio salário mínimo (R$ 522,50);
  6. Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano de 2018.

Os interessados devem atender ao menos uma dessas condições abaixo:

  • Exercer a atividade profissional como MEI;
  • Ser contribuinte individual ou facultativo no regime previdenciário;
  • Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.

Além disso, até duas pessoas por família poderão receber o Auxílio Emergencial. Mães solteiras – consideradas chefes de família – poderão receber R$ 1.200,00 individualmente.

O Parlamento discute no Congresso a possibilidade de modificar a lei e permitir que os pais solteiros também tenham o direito de receber os dois benefícios por mês. No entanto, a proposta ainda segue em análise.

+ Siga: A Folha Hoje no Google News

Como se inscrever para receber auxílio de R$ 600

O trabalhador informal que não está inscrito em um cadastro do Governo, como o CadÚnico (Cadastro único), poderá se cadastrar pelo aplicativo que será lançado nesta ter-feira (07/04), conforme já está previsto no Diário Oficial da União.

Segundo o ministro da cidadania, Onyx Lorenzoni, cerca de 20 milhões de trabalhadores tem direito à receber o auxílio mas não estão inscritos em nenhum dos cadastros disponíveis do Governo Federal.

O ministro confirmou que o auxílio estará disponível 48 horas após realizarem o cadastro no aplicativo que será lançado nesta terça-feira.

“As pessoas vão poder baixar esse app no celular, sem nenhum ônus, ou pela internet ou através do celular e fazer o cadastramento”, Afirmou Lorenzoni.

O grupo que recebe o Bolsa Família e já tem em mãos o cartão do Governo serão os primeiros a receber o Auxílio Emergencial. Na sequência, os autônomos, MEIs e os informais não cadastrados irão receber.

Os saques poderão ser efetuados nas agências dos bancos públicos federais, terminais eletrônicos e Lotéricas.

Pronunciamento sobre o aplicativo que será lançado nesta terça-feira (7) – Fonte: Youtube

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui