-Publicidade-

Avião da Indonésia com 65 pessoas perde contato com o controle de tráfego aéreo

O avião estava em um vôo estimado de 90 minutos de Jacarta para a capital da província em Bornéu, na Indonésia.

-Publicidade-

Um avião da companhia aérea Sriwijaya Air com mais de 60 pessoas a bordo perdeu contato depois de decolar da capital da Indonésia, Jacarta, neste sábado, a caminho da cidade de Pontianak, na província de Kalimantan.

O site de rastreamento de voos ‘Flightradar 24’ relatou que a aeronave em operação “perdeu mais de 10.000 pés de altitude em menos de um minuto, cerca de quatro minutos após a partida de Jacarta”.

A porta-voz do Ministério dos Transportes da Indonésia, Adita Irawati, disse que o Boeing 737-500 decolou de Jacarta por volta das 13h56 (local) e perdeu contato com a torre de controle às 14h40.

“O avião desaparecido está atualmente sob investigação e coordenação da Agência Nacional de Busca e Resgate e do Comitê Nacional de Segurança nos Transportes. Forneceremos mais informações quando houver outros desenvolvimentos”, disse Irawati em um comunicado.

-Publicidade-

Avião da Indonésia Segue Desaparecido – Pescadores Ouviram Explosões

Este mapa mostra a trajetória de vôo em que a aeronave estava antes de desaparecer. Crédito_ www.flightradar24.com_
Este mapa mostra a trajetória de vôo em que a aeronave estava antes de desaparecer. Crédito_ www.flightradar24.com_

A Sriwijaya Air disse em um comunicado que ainda está coletando informações mais detalhadas sobre o vôo antes de fazer qualquer declaração.

-Publicidade-

O que sabemos até agora:

  • O vôo transportava 59 passageiros, incluindo cinco crianças e um bebê, informou o jornal indonésio ‘Republika’. Também haviam dois pilotos e quatro tripulantes a bordo, informou o ‘iNews’ da Indonésia.
  • O avião decolou do aeroporto Soekarno-Hatta.
  • Estava indo para Pontianak, capital da província de West Kalimantan.
  • O avião era um Boeing 737-500.
  • O avião perdeu mais de 10.000 pés de altitude em menos de um minuto, informou o site FlightRadar24 de rastreadores de voos.

O Avião Caiu?

Não há confirmações oficiais de falha. O Regente das Mil Ilhas – arquipélago a 45 km a norte de Jacarta – disse ter informações de que “algo caiu e explodiu na Ilha de Malé”, em comentários ao jornal indonésio ‘Merdeka’.

-Publicidade-

Relatos Dos Pescadores

Surachman, um residente local das Mil Ilhas da Indonésia, ao norte da costa de Jacarta, disse à imprensa local que pescadores encontraram o que parecia ser os destroços de um avião nas águas ao norte de Jacarta e uma busca estava em andamento. Surachman também disse que os moradores ouviram duas altas explosões.

“Inicialmente recebi relatos de pescadores, dois de seus barcos viram uma explosão no mar duas vezes quando ainda estava chovendo às 14h (hora local)”, disse ele.

“Atualmente ainda estou no local do incidente no meio do mar. Procuramos evidências”

O Sr. Surachman disse à mídia local que o local do incidente foi a 15 minutos da Ilha de Lancang, uma das ilhas que compõem o distrito das Mil Ilhas da Indonésia. Ele disse que a condição da água estava relativamente turva.

“Encontramos alguns cabos, um pedaço de jeans e fragmentos de metal na água”, disse Zulkifli, um oficial de segurança, ao site CNNIndonesia.com.

O Caso Do Boeing 737

Outro caso semelhante ocorreu em outubro de 2018, quando um jato da empresa Lion Air, transportando 188 pessoas, caiu logo após a decolagem de Jacarta, no que foi considerado o primeiro grande acidente envolvendo uma nova variante do popular Boeing 737.

A autoridade de controle de tráfego aéreo da Indonésia disse que perdeu contato com o vôo JT610 às 6h33, cerca de 13 minutos depois de decolar do aeroporto principal de Jacarta para Pangkal Pinang, uma cidade na ilha de Bangka, perto de Sumatra. O Ministério dos Transportes disse que a aeronave transportava 181 passageiros e sete tripulantes e que os pilotos do avião solicitaram o retorno ao aeroporto de Jacarta antes de desaparecer do radar.

A Indonésia, o maior arquipélago do mundo, com mais de 260 milhões de habitantes, foi afetada por acidentes de transporte em terra, mar e ar por causa da superlotação de balsas, infraestrutura envelhecida e padrões de segurança mal aplicados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade e nossos termos de uso Aceitar Ler Política