Neste sábado, 09 de maio, manifestantes realizaram uma carreata em apoio ao presidente Jair Bolsonaro. O protesto teve início por volta das 11h e perdurou até as 14: 40h, quando as vias foram liberadas. Visto que o ato ocupou quatro faixas do Eixo Monumental.

Os manifestantes usavam roupas verde e amarela, além de portarem bandeiras do Brasil e faixas criticando ao presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia, e ao Supremo Tribunal Federal-STF. Os manifestantes ainda criticam ao ex-ministro Sérgio Moro, bem como, defendem o fechamento do Congresso e do Supremo.


RELACIONADAS



Durante a realização do protesto, foi possível observar muitos manifestantes sem máscara, cuja obrigatoriedade já foi determinada pelo governo do Distrito Federal, como medida preventiva contra a COVID-19. No entanto, o descumprimento da medida, não ocasiona punição.

Mais sobre o ato em favor do Governo de Bolsonaro

Bolsonaro: Apoiadores fazem carreata na Esplanada dos Ministérios
Bolsonaro: Apoiadores fazem carreata na Esplanada dos Ministérios – Foto: Blog de Daltro Emerenciano

Inicialmente, foi realizada uma carreata pelas ruas de Brasília, em seguida, os manifestantes se reuniram no gramado da Esplanada dos Ministérios. Além disso, um trio elétrico acompanhou a carreata, no qual líderes do ato pediam o retorno do regime militar e o fechamento do Congresso.

“Força, família policial. Queremos o Exército nas ruas. Fora governadores, fora Supremo. O Brasil apoia Jair Bolsonaro. Fora Dória, fora Alcolumbre, vocês são uma vergonha nacional. O Brasil cansou de vocês”, declarou uma manifestante, que foi aplaudida pelos demais apoiadores presentes.

Contudo, a realização do evento ignora as orientações da Organização Mundial de Saúde-OMS no tocante as medidas de prevenção contra a COVID-19. Visto que, na lateral do gramado, vários manifestantes se aglomeravam em torno de carros de som que executavam hinos das forças armadas, além da falta de equipamentos de proteção individual para alguns.

Bolsonaro: Apoiadores fazem carreata na Esplanada dos Ministérios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui