-Publicidade-

Bolsonaro diz que antecipação do auxílio emergencial foi sem autorização

-Publicidade-

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais nesta quinta-feira (23) para dizer que a antecipação do auxílio emergencial foi sem sua autorização.

O anuncio foi feito na segunda-feira (20) pelo Ministério da Cidadania, Onyx Lorenzoni, em uma coletiva no Palácio do Planalto na qual participaram também o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Mas, essa antecipação não vai acontecer devido à falta de recursos. Além disso, ainda não foi feito o pagamento da primeira parcela para várias pessoas, que ainda estão em processo de analise do sistema.

O que Bolsonaro falou sobre antecipação do auxílio emergencial?

-Publicidade-

O que Bolsonaro falou sobre antecipação do auxílio emergencial – Foto: Facebook

O comentário de Bolsonaro foi feito em uma publicação em sua página no Facebook. Uma seguidora afirmou que o governo havia “cancelado” o auxílio e perguntava como o povo iria “sobreviver”.

O presidente, então, respondeu que “nada foi cancelado” e que “um ministro anunciou sem estar autorizado que iria antecipar a segunda parcela”.

-Publicidade-

“Primeiro se deve pagar a todos a primeira parcela, depois o dinheiro depende de crédito suplementar já que ultrapassou em quase 10 milhões o número de requerentes. Tudo será pago no planejado pela Caixa”

Quando será o pagamento da próxima parcela?

Bolsonaro diz que antecipação do auxílio emergencial foi sem autorização
Bolsonaro diz que antecipação do auxílio emergencial foi sem autorização – Foto: Divulgação

De acordo com a nota divulgada pelo Ministério da Cidadania na quarta-feira, as três parcelas vão exigir um desembolso de R$ 32,7 bilhões cada uma e que já foram transferidos para a Caixa R$ 31,3 bilhões.

-Publicidade-

O cronograma de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial só será anunciado em maio, segundo a nota.

Além disso, o Ministério menciona ainda que foi alertado pela Controladoria Geral da União (CGU) sobre a questão orçamentária.

O site da Caixa Emergencial apresentou problemas essa semana, conforme relatado por pessoas nas redes sociais, e segundo o governo, isso se deve ao aumento no número de acesso nas últimas horas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade e nossos termos de uso Aceitar Ler Política