-Publicidade-

Bolsonaro é eleito pela “Time” entre os 100 mais influentes do mundo

-Publicidade-

Bolsonaro é eleito pela “Time” entre os 100 mais influentes do mundo (foto: internet)
Bolsonaro é eleito pela “Time” entre os 100 mais influentes do mundo (foto: internet)

Siga A Folha Hoje no Google News – Clique Aqui!

Nesta quarta-feira (17) a revista americana “Time” acabou por eleger o atual presidente do Brasil Jair Bolsonaro como uma das 100 pessoas que têm mais influência no mundo. Bolsonaro inclusive, é o único brasileiro citado em tal publicação, além disso, o presidente está ao lado de pessoas influentes e politicas tais como: Donald Trump, Juan Guaidó, entre outros.

 Porém, sabidamente, no ano de 2010 o presidente Lula também foi listado como uma das pessoas mais influentes do mundo. Além disso, o responsável pelo texto de apresentação de Bolsonaro foi o cientista político Ian Bremmer, o mesmo faz parte da consultoria Eurasia Group, e classifica Bolsonaro como “um personagem complexo”.

-Publicidade-

Bolsonaro é eleito pela “Time” entre os 100 mais influentes do mundo (foto: internet)
Bolsonaro é eleito pela “Time” entre os 100 mais influentes do mundo (foto: internet)

Museu de Nova York cancela evento de homenagem a Bolsonaro

Segundo Bremmer após a avaliação desses três meses em que Bolsonaro preside o país o mesmo representa na verdade uma ruptura muito brusca de uma época em que havia corrupção de alto nível.

-Publicidade-

O cientista ainda informou que considera que Bolsonaro atualmente pode ser uma das melhores chances do país de implementar reformas econômicas que domem a divida econômica que o Brasil vem tendo.

Porém, o cientista não foi só elogios a Bolsonaro, segundo o próprio atualmente o presidente é uma espécie de “garoto propaganda da masculinidade tóxica, além de ser ultraconservador homofóbico que também está disposto a travar uma guerra cultural”.  Além disso, disse que Bolsonaro é capaz de reverter o progresso que o Brasil vinha tendo no combate às mudanças climáticas. 

 Já o Museu de História Natural de Nova York optou por não sediar o evento de gala que ocorreria no dia 14 de maio, a decisão foi tomada ainda nesta segunda-feira (15), o evento iria homenagear o próprio Jair Bolsonaro.

Essa decisão foi publicada diretamente no Twitter do espaço, sendo que os mesmos afirmaram ter conversado com as organizações que atuam juntamente com o museu e por esse motivo decidiram pelo cancelamento do encontro.

-Publicidade-

O então presidente Bolsonaro acabou sendo um dos escolhidos para receber o prêmio “Personalidade do Ano”, são duas personalidades escolhidas, uma americana e uma brasileira, a escolha parte da Câmara de Comércio entre o Brasil e os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade e nossos termos de uso Aceitar Ler Política