Durante diálogo com apoiadores e jornalistas, nesta quarta-feira, em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro declarou que tem a intenção de recorrer da decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes. E portanto, renomear Alexandre Ramagem para o cargo de diretor –geral da Polícia Federal.

Anteriormente, o governo havia tornado a nomeação de Ramagem se efeito. E a Advocacia-Geral da União – AGU divulgou uma nota oficial alegando que não iria recorrer da decisão do Ministro Alexandre de Moraes. Desse modo, a nomeação de ramagem ficaria cancelada definitivamente. Então, o governo precisaria encontrar um novo nome para a função.  


RELACIONADAS



Entretanto, Bolsonaro declarou: “Eu quero o Ramagem lá. É uma ingerência, né? Vamos fazer tudo para o Ramagem. Se não for, vai chegar a hora dele, e vamos colocar outra pessoa”.

Loading...

Em seguida, após ser questionado sobre a posição anterior da AGU, Jair Bolsonaro afirmou que recorrer é um “dever do órgão”. E declarou ainda: “ Quem manda sou eu”. Portanto, se a AGU recorrer realmente da decisão, o caso deverá ser encaminhado para análise de todos os ministros do Superior Tribunal  Federal.

Por fim, as reuniões do STF tem ocorrido por meio de videoconferência desde quando se iniciou a pandemia, ocasionada pelo coronavírus. Desde então a prioridade tem sido votar temas relacionado a COVID-19. Portanto, os demais assuntos estão sendo tratado em julgamento virtual, no qual os ministros depositam seus votos em sistema eletrônico, sem que este seja debatido em plenário.  Segundo informações fornecidas pelo G1.

Loading...

Posicionamento da AGU após as declarações de Bolsonaro

Bolsonaro opõe-se à AGU e afirma: “Quem manda sou eu”
Bolsonaro opõe-se à AGU e afirma: “Quem manda sou eu” – Foto: CNN Brasil

No Palácio do Planalto, ao final da tarde desta quarta (29), o advogado-geral da União foi abordado pela imprensa e questionado sobre um possível recurso da decisão de Alexandre Moraes, Ministro do STF.

Entretanto, demonstrando não ter conhecimento sobre o que Jair Bolsonaro havia declarado em frente ao Palácio da Alvorada, por volta de 30 minutos antes, José Levi Mello afirmou: “Já foi dito que não [a AGU não recorrerá]”.

Portanto, fazendo referência a Nota publicada pela AGU, em razão do decreto que anulou a nomeação de Alexandre Ramagem. Na qual, a instituição declara que não recorreria da decisão do Ministro do STF.

Por último, após obter a informação sobre as declarações do presidente da República quanto ao assunto, Levi Mello afirmou que Bolsonaro não havia falado nada disso.  

Loading...
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui