Receba Mais notícias como essa – Clique Aqui!

Após Bolsonaro anunciar a abertura do escritório do Brasil em Jerusalém neste último domingo (31/03), a Autoridade Palestina declarou que iria chamar de volta o embaixador no Brasil. A decisão seria para abrir um espaço para debater o assunto e estudar medidas cabíveis.


RELACIONADAS



Ao ser questionado pela imprensa sobre o anúncio da Autoridade Palestina, o presidente Jair Bolsonaro declarou que “a gente não quer ofender ninguém”. O Chefe de Estado também ressaltou que eles estavam no seu direito de reclamar sobre a decisão.

Loading...

Reação Palestina

Bolsonaro se pronuncia sobre reação palestina a escritório do Brasil em Jerusalém (foto: internet)
Bolsonaro se pronuncia sobre reação palestina a escritório do Brasil em Jerusalém (foto: internet)

O presidente Bolsonaro foi questionado pela imprensa a respeito da reação Palestina sobre a decisão do governo brasileiro. O Chefe de Estado anunciou neste último domingo (31/03) a abertura de um escritório comercial do Brasil em Jerusalém.

Logo depois do seu anúncio, a Autoridade Palestina reagiu ao pronunciamento e declarou que iria chamar de volta o seu embaixador no Brasil. O propósito disso é realizar consultas e estudar uma resposta à medida anunciada pelo presidente do país.

Loading...

Sobre essa decisão, o presidente Bolsonaro declarou que esse “É direito deles reclamar”. Ainda segundo Chefe de Estado, não era intenção do governo de ofender ninguém, mas que “queremos que respeitem a nossa autonomia”.

Consequências da decisão

Bolsonaro se pronuncia sobre reação palestina a escritório do Brasil em Jerusalém (foto: internet)
Bolsonaro se pronuncia sobre reação palestina a escritório do Brasil em Jerusalém (foto: internet)

Quando foi eleito no final do ano passado, Bolsonaro declarou a sua intenção de de transferir a embaixada do Brasil localizada em Tel Aviv para Jerusalém. Na ocasião, o Chefe de Estado foi alertado de que a atitude poderia causar desagrado aos palestinos, que reivindicam Jerusalém Oriental como futura capital do Estado.

Por Jerusalém não é reconhecida atualmente, a nível internacional, como capital israelense, a transferência da embaixada poderia afetar as exportações de carne o Brasil para os países árabes. Devido a isso, o Chefe de Estado ainda não anunciou a sua decisão final sobre o assunto.

Ao ser questionado sobre a decisão final da localização da embaixada, Bolsonaro respondeu que definiria a mudança até 2022. Antes de finalizar o seu mandato, o presidente disse que muito antes disso a decisão final será tomada com certeza sobre a embaixada.

Loading...
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui