Cadeira de rodas para cães, feita de bambu, é desenvolvida por estudante

Lucas Donaduzzi, de 29 anos, é estudante de engenharia mecânica, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em Pato Branco, Paraná, para seu Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, desenvolveu uma cadeira de rodas para cães feita com bambu.
G M Rhaekyrion - 14 de Novembro de 2019 às 11:49:02
Looks like you have blocked notifications!

Lucas Donaduzzi, de 29 anos, é estudante de engenharia mecânica, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em Pato Branco, Paraná, para seu Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, desenvolveu uma cadeira de rodas para cães feita com bambu.

SIGA => A FOLHA HOJE NO GOOGLE NEWS
Cadeira de rodas para cães feita de bambu, é desenvolvida por estudante. (Imagem: Lucas Donaduzzi/Arquivo Pessoal/G1)

A iniciativa de desenvolver o projeto começou quando Donaduzzi acolheu uma chow chow, Bela, que foi abandonada após um atropelamento. A cadelinha perdeu o movimento das patas traseiras e com a compra de uma cadeira de rodas ele percebeu que seus movimentos eram limitados.


RELACIONADAS



Bela não resistiu aos ferimentos do acidente, mas a ideia de ajudar outros cães na condição dela não morreu. Em 2018, ele desenvolveu o protótipo de uma cadeira de rodas que seria mais leve e adaptável para as necessidades de cada cão.

Lucas passou oito meses desenvolvendo protótipos, foram cinco tentativas até conseguir chegar ao resultado final, experimentado por Faísca, um vira-lata que sobreviveu a uma picada de aranha marrom, mas ficou com uma lesão grave que fez com que perdesse o movimento das patas traseiras.

Cadeira de rodas para cães feita de bambu, é desenvolvida por estudante. (Imagem: Lucas Donaduzzi/Arquivo Pessoal/G1)

A cadeira foi produzida com bambu e nylon e as rodinhas são de plástico. Segundo Lucas a escolha do material se deu pelo fato de o bambu ser uma planta tropical e renovável, assim além de barata, pois a cadeira custou R$ 150,00 para ser fabricada, a cadeira é sustentável.  

VEJA TAMBÉM:

+Adesivo que pode ajudar regeneração de pele de pessoas com Diabetes
+FGTS: Senado aprova lei que aumenta valor do saque para R$ 998,00

Além de ser um amante de animais, Donaduzzi está envolvido com a causa animal a sete anos, e já deu lar a 15 cães encontrados machucados ou atropelados pelas ruas da sua cidade.

Seu próximo passo será fazer uma pós-graduação, onde desenvolverá um manual e melhorará o protótipo. Sua ideia é de que qualquer pessoa possa usar o manual e montar uma cadeira de rodas para um animal que necessite.

Para o Lucas a melhor parte do projeto é poder ajudar os animais: “Principalmente os que estão mais debilitados na rua, eles têm um brilho no olhar. Ele quer te agradar todo dia, quer retribuir e até parece que te diz o quanto está feliz.”

VEJA TAMBÉM



Postado por: G M Rhaekyrion
Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.