Em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira(26), o Governador de São Paulo, João Doria, afirmou que será executado o sexto período de quarentena em todo o estado, no período entre 29 de junho à 14 de julho do ano corrente.

Assim, o comunicado de prorrogação da quarentena foi realizado em conjunto com a apresentação dos últimos índices da pandemia da COVID-19 atingidos pela capital paulista. Inclusive, o município chegou a passar da fase laranja para a amarela do Plano SP. 


RELACIONADAS



“Estamos completando cem dias de quarentena no próximo 1º de julho e hoje anunciamos este sexto período da quarentena no Estado de São Paulo”, afirmou Doria. “Volto a solicitar que, por favor, que, se puderem, continuem em casa. Estamos em quarentena e hoje anunciando a renovação desta quarentena como combate à pandemia”, completou.

Loading...

Além disso, durante o anúncio, o prefeito Bruno Covas realizou a apresentação dos números mais recentes. No tocante a evolução da pandemia na cidade e ressaltou que a capital paulista seguirá em quarentena.

“Hoje, a taxa de ocupação dos leitos da Prefeitura de São Paulo é de 57%. É um número diferente do apresentado pelo Estado, pois eles trabalham com todos os leitos na cidade de São Paulo: os leitos da Prefeitura, do Estado e privados”, disse o prefeito.

Loading...

Saiba mais detalhes sobre a Quarentena em São Paulo

Capital Paulista: Quarentena continua até 14 de Julho
Capital Paulista: Quarentena continua até 14 de Julho – Foto: R7

Mas antes de conferir mais detalhes sobre o assunto, recomendamos que acesse a guia de notícias e clique no botão azul Criar alerta. Assim você ficará informado sobre todas as notícias de São Paulo e outras cidades do Brasil. Depois não esqueça de voltar aqui para conferir mais informações sobre a quarentena na capital paulista.

De acordo com o que lembrou o prefeito, no início da pandemia a cidade contava com 507 leitos de Unidade de Terapia Intensiva -UTI na capital. No entanto, através do trabalho da Secretaria Municipal de Saúde, mais 1.340 foram acrescentados, para o atendimento dos pacientes com COVID-19.

Além disso, de acordo com os últimos dados apresentados pela prefeitura de São Paulo, os oito distritos da cidade com maior mortalidade são: Jardim Helena, Lajeado, Guaianases e Iguatemi (na Zona leste); Sé e Brás (região Central); além de Brasilândia e Cachoeirinha (na Zona Norte).

“A cidade de São Paulo continua em quarentena. Continuamos a combater o vírus aqui na cidade de São Paulo. Agradeço a todos os profissionais da área da saúde que têm se dedicado exclusivamente e que tem ajudado a Prefeitura a colecionar esses bons índices”, salientou Covas.

Loading...
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui