19 de Julho de 2019, atualizado ás 21:07

Coroação da ‘Nossa Senhora dos Travestis’ é cancelado em BH. Entenda



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

O prefeito Alexandre Kalil, de Belo Horizonte, comunicou em seu Twitter o cancelamento da ‘Coroação da Nossa Senhora dos Travestis’. O evento estava marcado para acontecer neste sábado (20), e seria uma performance do grupo teatral da Academia TransLiterária.

O cancelamento teve repercussão negativa entre os grupos LGBT, que criticou a atitude do prefeito nas redes sociais. No entanto, o prefeito tentou se justificar:  

“Defendo todas as liberdades. Sou católico, devoto de Santa Rita de Cássia. Fiquem tranquilos, ninguém vai agredir a religião de ninguém. Isso não é cultura”. Declarou o prefeito Kalil em seu twitter.

Em contrapartida, a retirada dessa programação da Virada Cultural não foi decisão apenas do prefeito de BH. Kalil recebeu uma nota de repúdio da Arquidiocese de BH, uma petição com mais de 15 mil assinaturas e uma nota do vereador de BH pedindo o cancelamento.

Veja o vídeo da performance:

LEIA TAMBÉM:

La Casa de Papel parte 3: começa nesta sexta na Netflix!

Hulk iraniano humilha Hulk brasileiro em seu Instagram: ‘Brasileiro covarde’

Sobre o cancelamento da Coroação da Nossa Senhora dos Travestis

‘Coroação da Nossa Senhora dos Travestis’ é cancelado pelo prefeito Kalil em BH (Terçalivre)

O grupo teatral da Academia Transliterária denuncia o ato como censura e emitiu uma nota sobre o cancelamento, veja alguns trechos:

“Informamos com muito pesar a censura que recebemos por parte da organização da Virada Cultural de Belo Horizonte, via postagem no twitter e redes sociais sem o devido contato o anterior.”

“Estamos abertos ao diálogo e somos contra qualquer tipo de censura as artes no Brasil. É importante ressaltar que MG é e continua sendo o estado que mais mata no país que mais mata travestis e pessoas trans no mundo. Mas, nós seguimos na luta!”. Concluiu.

A Arquidiocese de Belo Horizonte também deu seu parecer sobre o evento, em resumo:

“Exigimos e esperamos que as autoridades competentes e os organizadores suspendam este evento, por ser incontestável fomento ao preconceito e à discriminação, desrespeito aos valores da fé cristã católica, devendo saber que estão comprometendo , gravemente, a paz e o exigido relacionamento cidadão respeitoso”

“Não é admissível instrumentalizar Nossa Senhora, desrespeitando-a, para se promover um evento que se diz cultural, mas, na verdade, configura-se em agressão à fé cristã católica.  Não se cultiva tolerância a partir do desrespeito.” Comentou

Academia Transliterária acata a decisão

Apresentação do grupo Transliterário -Uol-

O grupo disse que sofreu várias ameaças e, durante uma reunião com a secretaria de cultura do município, decidiram aceitar o cancelamento.

‘Nesta reunião fomos comunicados que a censura é um fato e que não há o que fazer da parte da secretaria, da fundação e de nossa parte. Gostaríamos de ter a possibilidade de diálogo com quem acredita que nossa ação é um ataque a fé católica ou cristã”. Informou um representante do grupo.

A virada cultural em BH ocorre neste fim de semana em vários pontos da cidade. As atrações envolvem música, gastronomia e teatro.

Ficou interessado em saber outras notícias? Então siga agora mesmo nossas páginas do Facebook e do Instagram. Permita notificações para receber mais notícias 24 horas por dia de diversos assuntos. Acesse e saiba mais!




Anderson Gomes

Professor de Física e estudante de Engenharia Civil, gosto de uma boa música, games e, acima de tudo, estar com minha família.

  

0 Comentários