De acordo com informações fornecidas pelo G1, em todo o mundo mais de 200 mil pessoas já morreram devido terem apresentado complicações na infecção pelo novo Coronavírus. Segundo a mesma fonte, o levantamento desses dados foi divulgado pela universidade norte-americana Johns Hopkins neste sábado, 25 de abril.

Os dados revelam que 200.698 mortes foram contabilizadas. Desde quando houve a primeira confirmação de coronavírus, no mês de dezembro, na China, até as 14H de hoje. Bem como, já existem mais de 2,8 milhões de casos de COVID-19 confirmados na esfera mundial.


RELACIONADAS



Contudo, vale considerar que o número de diagnósticos apresentados não reflete o número real de contaminações. Tendo em vista que muitos países não realizam testes em pessoas fora dos hospitais.  Ou seja, somando aos dados apenas as que chegam a ser hospitalizadas.

Loading...

Entretanto, estima-se que do total de casos confirmados, uma média de 766 mil pessoas já conseguiram recuperar-se da doença.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pelo coronavírus, visto que já registram 924 mil casos e 52 mil mortes. Em seguida está a Itália, registrando 195 mil casos e 26 mil mortes por COVID-19.

Loading...

Na America  Latina os casos coronavírus tem aumentado

Coronavírus: No mundo, mortes já chegam a 200 mil
Coronavírus: No mundo, mortes já chegam a 200 mil – Foto: Veja

Ainda segundo informações do G1, quase 150 mil infecções já são registradas na América Latina, ultrapassando, inclusive, o número de 7,3 mil mortes.   

Além disso, de acordo com a Organização Mundial de Saúde – OMS, o aumento ocorre, principalmente em países como o Brasil e México. Pois registram o número oficial de 3,6 mil  e 1 mil mortes ocasionadas pelo coronavírus, respectivamente.

Contudo, na Venezuela foi anunciado que a quarentena para crianças e idosos será flexibilizada.  O presidente Maduro, afirmou: “Decidi que no domingo, 26 de abril, abriremos um horário para que todos possam sair, meninos e meninas até 14 anos, com seus representantes, das nove da manhã às seis da tarde, para que possam esticar o tempo…”

Por fim, na Argentina alguns prisioneiros iniciaram uma rebelião em uma Unidade Prisional de Buenos Aires. Em sinal de protesto ao surgimento de um caso de coronavírus. No entanto, neste sábado, concordaram em dar uma trégua. O país registra mais de 3.5 mil casos e 176 mortes.

Loading...
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui