O proprietário de uma churrascaria foi preso após abrir seu estabelecimento, pois foi de encontro às ordens de bloqueio em Toronto, no Canadá. No local uma multidão de amantes de churrasco gritaram ‘vergonha!’ enquanto os oficiais o arrastavam para longe.

Adam Skelly, dono da churrascaria, se tornou o centro da polêmica esta semana depois que ele publicou um vídeo no Instagram na terça-feira, no momento em que estava abrindo suas portas. Ele também questionou as ordens de bloqueio e se os casos da Covid-19 estavam aumentando.


RELACIONADAS



Skelly havia atendido clientes e pretendia abrir novamente na quinta-feira, mas a polícia mudou as fechaduras de seu prédio, de acordo com a mídia local. Apoiadores apareceram do lado de fora do restaurante para protestar contra a ação da polícia.

Loading...

Apesar da presença da polícia, os manifestantes bateram na porta e exigiram que fosse aberta. Skelly chamou um chaveiro, mas foi levado algemado por desafiar as ordens de saúde. Ele enfrenta atualmente nove acusações não criminais. Ele deve comparecer ao tribunal em março.

Skelly pode ser visto sorrindo ao ser levado pela polícia de Toronto. Um indivíduo até tentou interromper a prisão, agarrando Skelly e xingando os policiais, mas foi empurrado para longe.

Loading...

Quando ele foi levado embora, os manifestantes gritaram para os oficiais como: “É a merda do Canadá, não a Coreia do Norte” e “Que vergonha!”

As autoridades municipais já haviam inspecionado o restaurante de Skelly e anunciado as acusações que ele enfrentava. Os manifestantes permaneceram no restaurante manifestando-se contra a presença da polícia e pelo menos uma pessoa, além de Skelly, foi presa. Eles são acusados ​​de agredir um policial. Skelly foi preso por obstrução.

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui