Quando tomamos a decisão de criar um cachorro a primeira coisa que pensamento é qual raça queremos criar e muitas delas passam pela moda do momento.

Mas alguns ainda pensam naqueles cãezinhos abandonados e nos abrigos e vão conhecer seu novo amigo para levar para casa.

Siga => A Folha Hoje no Google New


RELACIONADAS



Porém, qual a diferença de escolher um animal de raça ou sem?

Diferenças entre cães de raça e os vira-latas
Diferenças entre cães de raça e os vira-latas (gauchazh.clicrbs.com.br)

Comportamento e exigências da raça

Quando decidimos escolher uma raça para criar precisamos parar e estudar um pouquinho a origem dela, o tipo de comportamento comum e se nosso lar comporta um animal daquele padrão.

Por exemplo, o Dachshund, o conhecido salsichinha. Criado para ser um cão de caça, o Dachshund vivia em fazendas e espaços amplos, caçando animais em tocas.

Sendo assim, precisa de uma rotina de exercícios árdua, para gastar suas energias e ele se sinta feliz.

Diferenças entre cães de raça e os vira-latas
Diferenças entre cães de raça e os vira-latas (pt.wikipedia.org)

Mas por seu porte, muitas famílias o escolhem para viver em apartamentos e muitas vezes acabam passando por problemas pelo comportamento do cão, que pode ser agressivo ou destrutivo, ou os dois.

Então, a culpa é sua. Isso mesmo. Sua culpa, por não pesquisar adequadamente antes e julgar pelas aparências.

Agora, o lado triste, é que os cães de raça pura tendem a adquirir muitos problemas de saúde, devido as modificações genéticas que sofreram ao longo dos anos e ao cruzamento consanguíneo (cães com grau de parentesco muito próximo, como mãe e filho).

Que é comum nos canis e criadouros de raça pura.

Se você vai escolher um cão de raça precisa estudar bem antes e estar preparado para as mudanças que ele fará na sua vida e estar disposto a sanar as necessidades dele além do carinho.

O desconhecimento dos vira-lata

Para espanto geral os vira-latas são, nada mais, nada menos, que o cachorro em seu estado natural, sem a interferência humana, sem as exigências das raças.

Existem os mestiços, que são pais de raças diferentes que cruzam e geram filhotes com uma mistura dessas duas raças.

Em geral os mestiços possuem um comportamento típico da raça de seus pais e é possível prever como o cão vai se comportar.

Já os vira-latas de verdade, os quais não sabemos de qual raça veio são o estado natural e normal dos cães.

LEIA TAMBÉM:

Como os cães evoluíram junto aos humanos?

Criados para serem caçados, leões sofrem num comércio cruel

Por possuírem uma genética bem misturada sofrem menos com doenças crônico-degenerativas, também possuem menos problemas comportamentais.

São mais fáceis de treinar e de se adaptar as condições variadas do ser humano.

É mais fácil ter um vira-lata em um apartamento, por exemplo, mas não é desculpa para não passear com seu cão, certo?

A história de que os vira-latas demonstram um amor superior ao amor que os cães de raça podem oferecer é um mito, pois todos os cães podem nutrir uma ligação profunda conosco.

Mas por não possuírem condições genéticas instintivas pré-estabelecidas, os vira-latas tendem a desenvolver uma ligação mais estreita com nossa rotina e nosso jeito de ser.

Lidando com cães com traumas e medos
Lidando com cães com traumas e medos (@Mi.au.au)

Então, meus amores, cachorro é tudo de bom e todos merecem respeito, ser educado e tratado como cão. Isso é o que os deixa felizes.

Na hora de escolher adotar um cachorro pense no seu bolso, no seu tempo e no espaço.

Seja um dono consciente e ABANDONO É CRIME!

Siga o @mi.au.au

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui