A The Walt Disney Company declara em executiva que a empresa evoluiu com a sociedade e quer mostrar visões diferentes do senso comum e da mesmice.

SIGA => A Folha Hoje no Google News

A era de personagens femininas frágeis em filmes e séries da Disney chegou ao fim.

Disney e suas mulheres poderosas em novas produções
Disney e suas mulheres poderosas em novas produções (googleimagens)

RELACIONADAS



A Disney declara acreditar que passou da hora de dar outros papéis e novas qualidades às suas protagonistas.

“Hoje, as nossas protagonistas mulheres são decididas, são mulheres autônomas, são mulheres que buscam e perseguem sonhos, que não esperam que ninguém as salve.

Mas é claro que elas têm relações, se apaixonam e coisas acontecem com elas, como com todo o mundo.”, declara Belén Urbaneja, diretora da Cidadania Corporativa e Gestão de Marca para a América Latina da Disney.

Disney e suas mulheres poderosas em novas produções
Disney e suas mulheres poderosas em novas produções (googleimagens)

A executiva que levou a Disney ao assunto de suas protagonistas comentava a respeito dos conteúdos da empresa durante a visita à Colômbia, onde participou de um congresso sobre televisão educativa.

“Nós fomos evoluindo com a sociedade a respeito do papel da mulher Quando a Walt Disney começou a fazer esses filmes, a mulher tinha um papel que não é nem um pouco parecido ao atual.”, completa.

Quando questionada sobre as princesas da Disney e a polêmica que as envolve e sua influencia para meninas, Belén afirmou que acredita que a empresa finalmente entendeu que hoje a mulher ocupa outro lugar na sociedade.

LEIA TAMBÉM:

Confira os lançamentos Netflix para o final de outubro 2019

Netflix lança teaser trailer da série de The Witcher

Série de Will Smith em spin-off de “Um Maluco no Pedaço”

A diretora considerou que as coisas começaram a mudando quando a empresa lançou a animação da história da Mulan, a guerreira chinesa que salvou seu país ao se vestir de homem, lançada em 1998.

Porém, ela conhece que ainda existe um caminho longo a ser trilhada pela empresa.

Em Wifi Ralph, lançado no começo de 2018, a Disney permitiu uma cena cômico com os estereótipos sendo criticados pelas próprias princesas.

Disney e suas mulheres poderosas em novas produções
Disney e suas mulheres poderosas em novas produções (googleimagens)

A executiva ainda declarou que a Disney não trata apenas de romper com estereótipos, mas de começar a mostrar outros modelos de famílias, outros papéis femininos e também masculinos, como personganes LGBTQ+, ou apresente, no mínimo, uma visão diferente do senso comum.

“A nossa responsabilidade é cada vez mais evidente. As crianças estão cada vez mais expostas a conteúdos audiovisuais e passam cada vez mais tempo na frente das telas”, diz Belén acerca da responsabilidade educativa que a empresa tem.

(googleimagens)

“Para essas mudanças, ajudam muito os conteúdos, as histórias, os filmes, principalmente na construção da identidade das crianças. Tenho 44 anos. Quando era pequena, quantas histórias eu vi sobre mulheres matemáticas ou cientistas? Provavelmente nenhuma”, reafirmou a respeito de começar a contar a história de uma maneira diferente da habitual.

É um passo grandiosos para a Disney e esperamos ansiosos seus novos frutos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui