13 de Dezembro de 2018, atualizado ás 13:12

‘Dói no coração’ diz Bolsonaro sobre investigação contra o ex-assessor do seu filho



Por: Redação A Folha Hoje | Notícias

Compartilhar:
         

Durante transmissão pelo Facebook,  o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse que o caso envolvendo o ex-assessor de Flávio Bolsonaro ‘dói no coração’, pois o combate à corrupção é um dos pilares mais fortes da sua proposta de governo.

No entanto, também afirmou que também estaria disposto a pagar o montante da irregularidade na movimentação indicada pelo Coaf.

‘Dói no coração’ diz Bolsonaro sobre investigação contra o ex-assessor do seu filho

confira também Ex-marido e atual namorado de Fátima Bernardes prestigiam espetáculo de balé da apresentadora

A investigação do Coaf

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Deputado Estadual, é citado no relatório do Coaf, em anexo da Operação Furna da Onça. Nele, Queiroz é o responsável por movimentações bancárias suspeitas, dentre as quais está um cheque no valor de R$24 mil destinado a Michelle Bolsonaro.

Ainda segundo o relatório, o ex-assessor teria recebido diversos repasses de oito funcionários e ex-funcionários do gabinete do filho de Bolsonaro. Além deles, o Conselho ainda indicou outros funcionários da Alerj que tiveram movimentações bancárias atípicas.

O Ministério Público já deu início aos procedimentos de maneira sigilosa. O intuito é investigar essas irregularidades baseadas no relatório do Coaf.

‘Dói no coração’ diz Bolsonaro sobre investigação contra o ex-assessor do seu filho

Leia Também:

Depósitos destinados a ex-motorista de Flávio Bolsonaro eram feitos próximos ao dia de pagamento da Alerj

Cerco se fecha: Ex-assessor de filho de Bolsonaro, que teria movimentado mais de R$1,2 milhão tem casa humilde no Rio

A transmissão ao vivo

Durante a transmissão ao vivo, o presidente eleito enfatizou que o Coaf não está investigando ele, seu filho ou o ex-assessor. Bolsonaro ainda afirmou que Queiroz, prestará seu depoimento sobre o caso na próxima semana e que todos foram vítimas do vazamento de notícias, algo que ele não é contra.

Nesse momento da transmissão, Bolsonaro declarou que no combate à corrupção nada deve ficar oculto, mesmo que os atos investigados causem dor no coração precisam ser revelados.

Por fim, Bolsonaro ainda disse que “aconteça o que acontecer” durante o seu governo ocorrerá um forte combate ao crime de corrupção. Serão usadas todas as armas para eliminar esse tipo de prática.

Problema pela frente

Ao final da transmissão, Bolsonaro surpreende ao afirmar que essa investigação é um problema que seu governo tem pela frente.

Assim como enfatizou que nem ele e nem seu filho estão sendo investigados pelo Coaf, também afirmou que o ex-assessor prestará depoimento na próxima semana e aguarda que ele ofereça um esclarecimento convincente para a justiça nesse momento.


Redação A Folha Hoje

https://www.afolhahoje.com/

A Folha hoje é um portal Notícias, Entretenimento e Conteúdo de nichos específicos como, concurso público, dicas de cartão de crédito, resultados de loterias, e muito mais. Para falar conosco envie um e-mail para contato.afolhahoje@gmail.com

  

0 Comentários