Nesta quarta-feira (9), em coletiva do Governo do Estado de São Paulo, o governador de SP, João Doria, exibiu a vacina contra COVID-19 em mãos e salientou o sucesso comprovado durante a fase de testes.

A CoronaVac está sendo produzida em uma parceria inédita entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac Biotech. É aguardado que a produção possa suprir a demanda do estado de São Paulo e depois de todo o Brasil.


RELACIONADAS



De acordo com Doria, a taxa de eficiência que a vacina obteve é de 98% na imunização de idosos, podendo chegar a 99% em doses mais altas. Ao menos 421 voluntários acima de 60 receberam as doses da vacina.

Durante a coletiva, o governador comentou sobre as novas etapas, ele disse: “Estudos da segunda fase de testagem da CoronaVac demonstram que pessoas com mais de 60 anos, que representam o maior grupo de risco ou, um dos maiores grupos de risco da COVID-19, receberam mais de uma dose da vacina e a resposta imune chegou a 98%”.

“Mais de uma vacina será necessária no Brasil”, diz Doria

Dória apresenta a vacina contra COVID-19 em mãos e anuncia a terceira fase de testes - foto: reprodução
Dória apresenta a vacina contra COVID-19 em mãos e anuncia a terceira fase de testes – foto: reprodução

São Paulo agora irá passar pela terceira fase de testes com mais de 9 mil voluntários, todos médicos e paramédicos. Estão envolvidos 12 centros de pesquisas de 6 estados brasileiros.

Por outro lado, lamentou também a interrupção dos testes da vacina de Oxford, fabricada pela AstraZeneca, a qual apresentou reações adversas durante a fase de testes.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, falou sobre a importância das vacinas e disse que até dezembro o Butantan terá cerca de 46 milhões de doses disponíveis para o Ministério da Saúde.

Coletiva de Imprensa: Anúncios do Governo SP – 09/09/2020 – fonte: Governo do Estado de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui