10 de Dezembro de 2018, atualizado ás 11:12

Em meio a escândalos financeiros, Bolsonaro será diplomado pelo TSE hoje



Por: Redação A Folha Hoje | Notícias

Compartilhar:
         

Nesta segunda-feira (10), o presidente eleito, Jair Bolsonaro e seu vice, General Hamilton Mourão irão receber o diploma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele comprova que os candidatos cumpriram todas as exigências da justiça eleitoral.

A partir da entrega do diploma, o mandato de Bolsonaro e Mourão poderá ser contestado, caso haja suspeita de abuso de poder, fraude na disputa ou corrupção.

Em meio a escândalos financeiros, Bolsonaro será diplomado pelo TSE hoje

confira também Vendas dos novos iPhones da Apple começam hoje (09) no Brasil

Aprovação das contas de Bolsonaro

Apesar das suspeitas de fraude financeira, Bolsonaro teve suas contas eleitorais avaliadas pelo TSE e foram aprovadas com algumas ressalvas. O relatório técnico apresentado ao órgão fiscalizador apurou uma série de inconsistências na prestação das contas.

No entanto, após análise, foi comprovado que elas não comprometeram a disputa nas eleições. Isso se deu ao fato de que tais irregularidades representaram apenas a porcentagem de 0,19% do que foi arrecadado pelo presidente eleito.

Em meio a escândalos financeiros, Bolsonaro será diplomado pelo TSE hoje

Decisão do TSE sobre caso de Jair Bolsonaro

Diante das irregularidades nas contas eleitorais, o TSE decretou que Jair Bolsonaro deveria devolver R$8,2 mil. Devido a pequena expressão da quantia, as contas do presidente eleito não foram reprovadas após a avaliação do órgão.

Além das inconsistências, o Tribunal Superior Eleitoral ainda avaliou as críticas e denúncias apuradas durante a campanha do candidato sobre o uso de notícias falsas que teriam sido disparadas pelo WhatsApp.

Porém, elas tampouco foram consideradas um fator relevante para desabonar a diplomação do presidente eleito e do seu vice.

Leia Também:

Escândalo com esposa de Bolsonaro põe em risco o reinado da família no novo Governo

STF autoriza investigação contra Onyx, cotado como futuro ministro de Bolsonaro

Novo escândalo pode comprometer mandato

Agora, o escândalo que pode comprometer o mandato é o escândalo envolvendo o patrimônio declarado pela família de Bolsonaro. Apesar do presidente eleito e seus três filhos afirmarem que têm apenas R$ 6,1 milhões em bens, a família possui imóveis avaliados em R$ 15 milhões.

Além disso, ainda foi identificada uma suspeita movimentação de contas pelo relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), avaliada em mais de R$1,2 milhões entre Flávio Bolsonaro e seu ex-assessor. Assim como, um cheque com a quantia de R$24 mil destinado a esposa do presidente eleito, Michele Bolsonaro.

Tais escândalos podem comprometer diretamente o mandato de Jair Bolsonaro e o General Mourão.


Redação A Folha Hoje

https://www.afolhahoje.com/

A Folha hoje é um portal Notícias, Entretenimento e Conteúdo de nichos específicos como, concurso público, dicas de cartão de crédito, resultados de loterias, e muito mais. Para falar conosco envie um e-mail para contato.afolhahoje@gmail.com

  

0 Comentários