Irmã de Paulo Gustavo presta homenagem e culpa falta de vacina pela morte

Em uma foto no Instagram, Juliana aparece de mãos dadas com Paulo Gustavo enquanto ele estava internado na UTI.

Por: Raquel Luciano - Jornalista
11/05/2021 às 17:13 - atualizado em 11/05/2021 às 17:14

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

A irmã de Paulo Gustavo, a produtora Juliana Amaral, resolveu usar as redes sociais para prestar uma homenagem ao irmão falecido e ainda fazer um protesto pela falta de vacinas contra o coronavírus Covid-19.

Em uma foto no Instagram, Juliana aparece de mãos dadas com Paulo Gustavo enquanto ele estava internado na UTI, e começou o texto lembrando da importância do trabalho do irmão para várias pessoas.

“Sim, meu irmão tratava todas as questões políticas com amor, leveza, alma, alegria e humor! Ele me dizia que o humor que ele fazia, iria transformar até o intransformável. Ele era muito otimista! Que um dia iriam existir mais pessoas boas do que ruins! Não deu tempo pra ele estar com todos nós nessa vida terrena, sentindo na prática todo esse movimento e evolução pelo que ele tanto LUTAVA. Ele ficava tão feliz com cada pessoa que escrevia pra ele dizendo que ele a tinha curado disso e daquilo”

Ainda no texto, ela diz que a passagem de Paulo Gustavo foi rápida pelo mundo, mas que ele tinha o poder de unir a todos com o seu amor.

“Eu te amo tanto irmão. Talvez vc soubesse, no seu inconsciente, que a sua passagem por aqui seria rápida! Só consigo pensar nisso, na sua rapidez de acontecer logo o que você tanto queria, pra vc poder assistir a tudo isso! O seu sonho! TODAS as pessoas realizadas, todas as pessoas felizes e sem passar perrengue! Vc sempre uniu todos os amigos e todos nós viramos amigos e vamos continuar assim, pq o seu AMOR está em todos nós”

Para finalizar, em um ato de protesto, ela diz que Paulo Gustavo poderia ter sido salvo se tivesse vacina para todos no Brasil.

“Não deu tempo de vc tomar a vacina irmão e agora vc é a luz mais linda que vai me ajudar a seguir em frente e realizar o meu sonho que vc tanto acreditava, até mais do que eu! Vc me dizia que eu era o seu anjo da guarda, e agora vc é o meu, até nos encontrarmos de novo! Jesus vai grudar em vc de tanto rir”

Paulo Gustavo morreu na última terça-feira (4) depois de ficar internado por 53 dias por conta do coronavírus. Dias após ser internado, o ator precisou ser entubado e passou por vários procedimentos para tentar recuperar o pulmão.

Segundo os médicos, Paulo Gustavo não tinha nenhuma comorbidade, mas a doença foi avassaladora para a sua saúde. Ele deixa o marido Thales Bretas e os filhos Gael e Romeu de apenas 1 ano e meio.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Raquel Luciano

Raquel Luciano
Jornalista formada pela Universidade Nove de Julho de São Paulo com 10 anos de experiência na área de comunicação. Saiba mais sobre Raquel em seu perfil!