Você já deve ter ouvido falar que a manutenção de períodos regulares de sono e a prática de exercícios físicos ajudam bastante quando o assunto são os cuidados com a saúde. No entanto, de acordo com especialistas, a alimentação também desempenha uma importante função na obtenção de um corpo mais saudável.

O médico de Medicina Interna Oyie Balburias, em um seminário online recentemente organizado pela marca filipina Sekaya, pontuou que o corpo humano “não é apenas pedaços de órgãos”, porém funciona como um sistema.


RELACIONADAS



Segundo Balburias, muitas pessoas possuem maior tendência a adoecer devido “a maneira como vivemos agora não estar de acordo com a forma como nosso corpo foi projetado”. Destacando que essa questão está diretamente vinculada as suas escolhas alimentares.

Considerado um dos médicos precursores da medicina funcional nas Filipinas, Balburias afirmou: “Comida é remédio, comida é energia, comida é informação para nossos genes”. “Estamos tendo uma epidemia de doenças crônicas, de doenças crônicas relacionadas ao estilo de vida, porque todo mundo tem deficiência de nutrientes”, completou.

Mais detalhes sobre a Alimentação vinculada a melhoria da saúde

Especialistas tratam sobre as contribuições da alimentação para melhorias da saúde
Especialistas tratam sobre as contribuições da alimentação para melhorias da saúde – Foto: Ola Itapetininga

Minimizar a ingestão de alimentos processados e alterar as escolhas para opções mais naturais e não processadas são as indicações de Balburias. Tratando-se de restauração da saúde do corpo.

 “Ser saudável significa colocar o combustível certo em seu corpo. Alimentos integrais atuam como remédios que protegem e curam, e dão ao seu sistema imunológico uma pausa das toxinas e aditivos encontrados em alimentos processados”, explanou ele.

“Cada refeição que você come influencia a maneira como você se sente, de uma forma ou de outra”, continuou. “Portanto, quanto mais alimentos nutritivos você escolher, mais perto estará de uma saúde ideal.” 

Além disso, o médico de Clínica Geral John La Puma tratou sobre a medicina culinária destacando-a como uma forma de auxiliar na prevenção de doenças. O especialista descreveu a opção medicinal como uma combinação “da arte de cozinhar com a ciência da medicina” que busca originar refeições saudáveis, mas sem seguir uma dieta específica. 

Por fim, ainda que a medicina culinária não oriente às pessoas para evitar comer carne ou comer apenas plantas, La Puma disse que é difícil cometer erros com um cozimento mais leve, principalmente de vegetais. “Os métodos de cozimento são na verdade específicos para vegetais. Mas, em geral, os métodos de cozimento suave preservam mais nutrientes”, disse ele a um participante do seminário virtual. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui