Ex-assessor de Flávio Bolsonaro irá dar depoimento no Ministério Público – RJ
Por: Redação A Folha Hoje / 18 de Dezembro de 2018 às 14:24:46

Looks like you have blocked notifications!

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, irá fazer uma declaração sobre as acusações de movimentação atípica de contas que foi revelada pelo relatório do Coaf. Segundo o documento, o ex-assessor seria o responsável por transferir mais de R$1,2 milhão para a conta do Deputado Estadual.

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro irá dar depoimento no Ministério Público – RJ

confira também Silvio Santos inova e cria brincadeira no SBT, mas é exigente sobre quem pode participar

Investigações do relatório do Coaf O Ministério Público – RJ, deu andamento em 22 procedimentos de investigação após a análise do relatório do Coaf. Com base nele, foram identificadas movimentações atípicas nas contas de cerca de 20 assessores dos Deputados da Alerj.Dentre os investigados, está o ex-assessor do Senador eleito Flávio Bolsonaro. Ainda segundo o Coaf, foi identificada uma movimentação de aproximadamente R$1,2 milhão entre 2016 e 2017 na conta do ex-assessor.Além disso, ele ainda teria repassado um cheque com valor equivalente a R$24 mil para Michelle Bolsonaro, esposa do presidente eleito Jair Bolsonaro, que declarou que se tratava apenas de um pagamento de dívida.

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro irá dar depoimento no Ministério Público – RJ

Primeira aparição de Queiroz e Flávio Bolsonaro A primeira aparição pública do ex-assessor e do Senador eleito Flávio Bolsonaro ocorreu nesta última segunda-feira, 17. Desde a revelação do conteúdo do relatório do Coaf, ambos estavam evitando a imprensa.Segundo Eduardo Gussem, procurador-geral de Justiça, as investigações que foram iniciadas têm como principal objetivo apurar a participação dos parlamentares nas movimentações atípicas nas contas.Leia também Funcionários de Jair Bolsonaro doavam salários inteiros para campanha presidencial ‘Deveria ter falado antes’ Mourão critica comportamento de Bolsonaro sobre ex-assessor do filho

Julgamento do caso O Grupo de Atribuição Originária Criminal do Ministério Público e o procurador-geral de Justiça, são os responsáveis pelas apurações sobre o caso. Por se tratar de um possível crime político, os julgamentos serão realizados de acordo com a prerrogativa de cada um dos parlamentares envolvidos.Assim, como Flávio Bolsonaro é senador eleito para 2019 e tem uma vaga no Congresso Nacional, as investigações e julgamentos serão conduzidos pelos promotores de Justiça. Isso porque, o político ainda não possui foro privilegiado.Por outro lado, o possível crime de improbidade administrativa vai ser analisado pela suprocuradoria-geral de Justiça de Assuntos Cíveis e Institucionais. A assessoria do deputado não emitiu nenhuma declaração sobre o depoimento e Queiroz não foi localizado.


Postado por: Redação A Folha Hoje
A Folha hoje é um portal Notícias, Entretenimento e Conteúdo de nichos específicos como, concurso público, dicas de cartão de crédito, resultados de loterias, e muito mais. Para falar conosco envie um e-mail para contato.afolhahoje@gmail.com

Load more

Notícias relacionadas

Receba nossas notícias NO CELULAR

Receba nossas NEWSLETTER

Futebol ao Vivo Receita Notícias Futebol ao Vivo