CBF exige R$ 7 milhões em ressarcimento por cancelamento de partida

Companhia que organiza as partidas da seleção brasileira é multada pela CBF

Anúncio

Nada satisfeita com o cancelamento do terceiro amistoso previsto para a Data Fifa de junho, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) irá cobrar à Pitch, companhia que organiza as partidas da seleção brasileira. O órgão máximo do futebol nacional agora exige um ressarcimento de US$1,5 milhão, aproximadamente R$7 milhões.

O Brasil enfrentará a Coreia do Sul e o Japão nos dias 2 e 6, e também tinha uma partida agendada contra a Argentina no dia 11, na Austrália.

No entanto, o jogo que chegou a ser confirmado pela entidade e até pela arena australiana que abrigaria o confronto foi cancelado, já que os argentinos afirmaram que não participariam do confronto.

CBF multa a Pitch por adiamento de partida
Granja COmary, em Teresópolis / Imagem: Reprodução

Com isso, a Pitch até tentou conseguir mais um amistoso para seleção brasileira, contudo não conseguiram um adversário e o terceiro jogo da Data Fifa de junho foi cancelado.

Dessa forma, os integrantes do alto comando da CBF acreditam que a entidade deve ser ressarcida – isso porque, eles chegaram a assinar um contrato pelo terceiro amistoso e o cancelamento só foi revelado no dia em que Tite realizou as convocações, deixando pouco tempo para que ocorresse uma reorganização do calendário de jogos.

Posto isto, infelizmente os torcedores brasileiros terão menos partidas da seleção para acompanhar nesta Data Fifa. Mas, ainda assim é possível tirar proveito  dos eventos de junho para realizar até mesmo alguns palpites, principalmente se levarmos em consideração que sites como o Bet365 é seguro, confiável e ainda disponibiliza alguns incentivos aos seus usuários.

Isso porque a plataforma conta com um dos melhores bônus de boas-vindas do mercado, assim como odds elevadas – com isso, o palpiteiro fica muito mais a vontade para realizar seus pitacos, já que na Bet365 além do seu dinheiro render mais, em caso de acerto os ganhos serão maiores.

+ LEIA TAMBÉM  Coritiba x São Paulo: O Jogo Decisivo da Rodada

Relação não tão boa

Treino da Seleção
Treino da Seleção / Imagem: Reprodução

Esse episódio reflete claramente a relação não tão boa mantida entre a CBF e Pitch, que finalmente está com seus dias contados. O atual presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, já apontou que não renovará o acordo com a companhia, sendo que o vínculo entre as partes se encerra em dezembro deste ano.

Em um primeiro momento, a entidade buscou colocar a culpa mais do lado dos argentinos do que na Pitch pela desistência da partida, movidos principalmente pela rivalidade entre as nações que vai além do campo. Contudo, Ednaldo deseja ir atrás da quantia que a CBF deveria embolsar pelo jogo.

Jogo das eliminatórias pendente

Outro ingrediente em toda essa confusão envolvendo brasileiros e argentinos ainda corre nos tribunais, por conta do jogo pendente pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

A partida em questão deveria ocorrer no dia 5 de setembro de 2021, mas o jogo foi interrompido após os agentes da Anvisa entrarem em campo, para impedir que futebolistas da Argentina participassem da partida por não terem cumprido a quarentena.

Na ocasião, as autoridades brasileiras exigiam que qualquer visitante que viesse do Reino Unido ficasse em quarentena, medida que quatro jogadores da seleção argentina não respeitaram.

Agora, a entidade tupiniquim busca nos tribunais os pontos referentes a este jogo das Eliminatórias. “A CBF faz questão de ter os pontos. A Argentina, desde que entrou no país, começou a criar todo tipo de problema, inclusive transgredindo normas sanitárias, o que é crime.

Não ter acontecido a partida não foi culpa da CBF. É jogo da Fifa, a CBF foi para jogar e se apresentou. A CBF não tem participação no que aconteceu. Os recursos que couberem nós vamos fazer, mas respeitando o que for decidido em último grau”, afirmou Ednaldo Rodrigues.

+ LEIA TAMBÉM  Santos 2 x 2 Bragantino: Qual canal vai passar o Jogo Hoje? Veja horário, escalação e onde assistir

Enquanto isso, a atualização mais recente da Fifa sobre o assunto foi remarcar o confronto para o dia 22 de setembro. Já a Confederação Brasileira de Futebol continua a recorrer da decisão, sendo que a entidade ainda não decidiu onde será realizada a partida caso a decisão seja mantida.

De acordo com Edinaldo, a entidade deseja os pontos para moralizar, já que faltou isso nas decisões que tomou sobre o tema. A fala do presidente é uma clara referência à multa baixa aplicada pelo Comitê Disciplinar da FIFA aos argentinos, que foi de 250 mil francos suíços, cerca de R$1,25 milhão.