Governador Rui Costa, da Bahia, proíbe PM em evento com Bolsonaro



Governador da Bahia proíbe PMs de fazer a segurança de Bolsonaro em inauguração de aeroporto. (imagem:Youtube)
Anderson Gomes - 23 de Julho de 2019 às 23:43:49

O governador Rui Costa, do PT da Bahia, proibiu a presença dos policiais militares durante o evento com o presidente Jair Bolsonaro, que estava na Bahia para a inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista.

O fato ocorreu nesta terça feira (23) e, no Twitter, o presidente fez crítica ao descaso do governador com sua segurança:


RELACIONADAS



“Estou de partida para Vitória da Conquista, para inauguração de aeroporto. Lamentável a decisão do governador da Bahia que não autorizou a presença da Polícia Militar para a nossa segurança. Pior ainda, passou a responsabilidade de tal negativa ao seu Comandante Geral”.

Resposta do governador da Bahia

Governador da Bahia proíbe PMs de fazer a segurança de Bolsonaro em inauguração de aeroporto. (imagem:Youtube)

Consequentemente, o governador Rui Costa não demorou para rebater as falas de Bolsonaro. Segundo ele, os representantes do povo têm que enfrentar com as consequências do cargo, e saber lidar não apenas com aplausos, selfies, beijos, mas também com protestos. Em suas redes sociais, comentou:

“Eu não posso colocar a Polícia Militar para espancar o povo baiano que quer conhecer o novo aeroporto. Quem é popular e tem medo de ir às ruas, então fica em seu gabinete. Se o evento é exclusivamente federal, as forças federais que cuidem da segurança do presidente”. Declarou o governador da Bahia.

Durante entrevista em rádio local, o governador afirmou que, se o evento é um ato Federal, então cabe à Polícia Federal ficar a cargo da segurança do Bolsonaro.

Governador Rui Costa x Bolsonaro: Quem leva os créditos?

Bolsonaro durante sua passagem na Bahia afirmou que ‘ama o Nordeste’ (OAntagonista)

Contudo, por trás de toda a discussão está envolvida a questão sobre quem deveria levar os créditos pela construção do novo aeroporto. Em outras palavras, a obra teve um gasto de R$ 31 milhões do Estado da Bahia e R$ 75 milhões do governo federal. Os valores foram repassados nas gestões de Dilma (PT) e Temer (MDB).

Assim, o governador decidiu por não participar. Comentou também sobre seu descontentamento, acima de tudo, com relação ao acesso restrito ao local, cuja área foi isolada com tapumes e, além disso, a maioria dos convidados escolhidos pela presidência.

“A medida anunciada é para excluir o povo da inauguração, fazer uma inauguração restrita a poucas pessoas, escolhidas a dedo como se fosse uma convenção político-partidária. Não posso concordar com isso”, disse o governador, em resumo.

Veja parte da inauguração no vídeo abaixo

Inauguração de aeroporto com a presença do Bolsonaro

Veja também:

Morre o jornalista esportivo Juarez Soares em São Paulo

Mãe e seu filho são agredidos por torcedores do Inter. Assista ao vídeo!

Natalie Portman será Thor, em Thor: Love and Thunder.

Ficou interessado em saber outras notícias? Então siga agora mesmo nossas páginas do Facebook e do Instagram

VEJA TAMBÉM



Postado por: Anderson Gomes
Sou redator e professor de Física, curto uma boa música, games e, acima de tudo, estar com minha família.