04 de Dezembro de 2019, atualizado ás 17:12

História do HIV no Brasil já na Netflix – Carta para Além dos Muros



Por: | Entretenimento

Compartilhar:
         

No último domingo (1) de dezembro de 2019, o dia Mundial de Luta contra a Aids (HIV) foi relembrado e para memorizar essa data a Netflix trás Carta para Além dos Mundos.

SIGA => A FOLHA HOJE NO GOOGLE

Dirigido por André Canto, Carta para Além dos Muros é uma inspiração em Caio Fernando Abreu, contando a trajetória de preconceito, luta e sofrimento envoltos de uma doença tão deletéria e difícil de tratar.

Tudo por causa de uma orientação sexual, por causa do tabu, por causa do preconceito e do que a sociedade achava que era o correto e não deveria ser falado, ser debatido, ser esclarecido.

História do HIV no Brasil já na Netflix – Carta para Além dos Muros
(agenciaaids.com.br)

Possui um ar de grande reportagem e é um longa que aborda mais de três décadas sobre a doença Aids (HIV) e como ela foi e é percebida e tratada na sociedade brasileira.

André diz:

“É a minha primeira direção. Normalmente, os diretores começam por curtas, eu já saí logo fazendo um longa. Sou muito privilegiado por ter tido a oportunidade de fazer esse documentário, de lançá-lo nos cinemas e agora de poder tê-lo na Netflix”.

O Diretor conversou em exclusiva com o Blog do Miguel Arcanjo, onde, emocionado, falou sobre como foi dirigir Carta para Além dos Muros.

VEJA TAMBÉM:

+Viúva Negra tem seu primeiro trailer lançado pela Marvel! Confira
+Lançamentos Netflix para o mês de dezembro. Vem conferir!

“O que me deixa mais feliz, e na verdade o que deve importar, é a oportunidade de expor um tema tabu da maior plataforma de streaming do mundo. Não falamos sobre HIV e Aids, o preconceito e a discriminação, apesar dos avanços da ciência, ainda são muito presentes na nossa sociedade, assim como a epidemia e suas consequências”.

Ressalta o diretor e com muita propriedade, pois ainda se existe bastante sombras no assunto sobre o HIV, que deveria ser tratado como informação e explorada as formas de prevenção.

Contraceptivos – detesto esse nome – não deveriam ser falados só para filhos, não deveriam ter esse nome tão restrito.

Pois Doenças Sexualmente Transmissíveis estão presentes na sociedade e virando epidemias pela falta de informação e pela escassez de mentes que se dispõe a ajuda nesse quesito.

A produção mostra desde o pânico, acrescido de fortes estigmas e preconceitos em seu surgimento, até a situação das pessoas que vivem com HIV nos dias atuais.

O documentário ainda conta com os depoimentos dos médicos Drázio Varella, dos ex-ministro de saúde Jose Serra e José Gomes Temporão, da mãe de Cazuza, Lucinha Araújo, além dos médicos Ricardo Tapajós, Rosana Del Bianco e Valéria Petri, que identificou o primeiro caso de Aids no Brasil.

História do HIV no Brasil já na Netflix – Carta para Além dos Muros
(gay1.lgbt)

É um documentário Netflix, que já está disponível para você conferir e que vale a pena assistir!

Siga nas redes sociais:

Instagram: @afolhahoje

Página do facebook: @afolhahoje

Grupo do facebook: A Folha Hoje – Entretenimento




G M Rhaekyrion

Escritora de ficção e fantasia, colunista de site em entretenimento, moda, saúde, beleza e bem-estar. Bióloga por formação, pela Universidade Federal de Alagoas e, eventualmente, faço criticas narratológicas para escritores de ficção.

  

0 Comentários