Um incêndio de grandes proporções tomou conta de diversas alas do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), na zona norte do Rio de Janeiro. A ocorrência foi registrada na manhã desta terça-feira (27). Funcionários e pacientes precisaram ser transferidos às pressas para locais temporários. Infelizmente, tivemos a notícia de que duas paciente não resistiram durante a mudança.

De acordo com o coordenador assistencial do hospital, Carlos César Assef, uma mulher de 42 anos, diagnosticada com coronavírus e em estado muito grave não resistiu durante a transferência. Já a segunda vítima era uma mulher de 83 anos que também havia sido diagnosticada com COVID-19, ela apresentava infecção pulmonar e estava internada no CTI.


RELACIONADAS



Por fim, o tenente-coronel Lauro Botto, porta-voz dos Bombeiros, informou que as chamas prejudicaram apenas o prédio 1, não tendo se espalhado pelas outras áreas do hospital, que já podem operar normalmente.

Loading...

O Bonsucesso conta com seis prédios no total. Pelo menos 46 pacientes foram transferidos para outros hospitais. Ao todo 200 pacientes foram realocados do prédio 1 para o prédio 2. Além disso, no pânico da situação, um galpão de pneus próximo ao local chegou a ser utilizado para assegurar os pacientes temporariamente.

O Hospital já havia sido notificado, mas a lotação não permitiu condições para interditá-lo

Incêndio atinge Hospital de Bonsucesso e pacientes são transferidos as pressas no Rio de Janeiro - foto: reprodução
Incêndio atinge Hospital de Bonsucesso e pacientes são transferidos as pressas no Rio de Janeiro – foto: reprodução

A situação está complicada. Tem pacientes críticos graves que foram levados para o estacionamento do hospital onde não tem como ligar equipamentos e monitores… Tem profissional passando mal, o prédio foi todo evacuado, mas a fumaça chega ao outro prédio“, disse Tassiana Cardoso, técnica de enfermagem do hospital.

Loading...

Leandro Monteiro, secretário de Defesa Civil do Estado, admitiu que o hospital atingido já foi notificado duas vezes e houve autos de infração expedido pelo Corpo de Bombeiros.

Nós estávamos num processo de interdição do hospital, mas é humanamente impossível interditar um hospital com 400 a 500 leitos“, disse Leandro.

Uma oficina de pneus foi utilizada para abrigar pacientes e funcionários durante o trabalho do Corpo de Bombeiros

Este é o 4° incêndio registrado em hospitais do Rio de Janeiro em menos de 1 ano – veja os casos anteriores

O primeiro ocorreu no Hospital Badin, localizado na barra da Tijuca, em 12 de setembro de 2019. O incêndio foi provocado por um curto-circuito em um gerador que ficava no subsolo. Pelo menos 25 pacientes perderam suas vidas por conta do desligamento dos aparelhos, o que resultou em asfixia.

Em 3 de novembro de 2019, um incêndio teve início no Hospital Balbino, localizado na zona norte do Rio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o foco teria se iniciado em um ar condicionado da sala de TI. O prédio precisou ser evacuado, cerca de 92 pacientes foram removidos, mas não houve vítimas.

Loading...

Em 6 de novembro de 2019, o terceiro caso ocorreu no Hospital Geral de Nova Iguaçu, localizado na Baixada Fluminense, onde uma pane elétrica destruiu a ala de nutrição adulta da unidade, mas não resultou em maiores tragédias.

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui