29 de Dezembro de 2018, atualizado ás 07:12

IOF do Cartão de Crédito: Como funciona essa cobrança?



Por: Raquel Luciano | Finança

Compartilhar:
         

IOF do cartão de crédito é um perigo?

Quem usa cartão de crédito conhece bem o que é o IOF, que é a sigla para Imposto sobre Operações Financeiras.

Esse imposto é pago por pessoas físicas e jurídicas (empresas) que efetuarem operações de crédito, câmbio, seguro ou operações relativas a títulos ou valores mobiliários.

Ou seja, toda vez que você usa seu cartão de crédito no exterior, é cobrada uma taxa pelas transações efetuadas fora do país, com cobrança em dólar.

Veja:

Quer ganhar dinheiro em 2019? Saiba quais os tipos de investimentos para aumentar sua renda

Como saber o valor do IOF?

IOF do Cartão de Crédito: Como funciona essa cobrança?

A primeira coisa que as pessoas se perguntam quando começam a pesquisar sobre o IOF é como saber o valor que será pago.

Para saber quanto se pega pelo imposto, basta consultar o extrato do cartão de crédito, onde geralmente o valor vem com a sigla IOF e o valor da taxa na frente; é o valor nominal do que está sendo pago.

Somado ao valor da conta corrente, está o valor da fatura de cartão de crédito. Aqui o imposto vai incidir sempre que o usuário utilizou o limite do cheque especial ou quando fez compras no exterior.

O fato é que, quanto maior for o valor da operação, maior será o valor do imposto como veremos logo a seguir.

Quando o IOF é cobrado?

Aqui já falamos de como o imposto é cobrado, mas, até o presente momento não sabemos quando ele é cobrado.

O imposto é cobrado da seguinte maneira: sempre que um indivíduo fizer uma operação de transação de compra e venda de um título público em um período inferior a 30 dias.

Como o IOF é cobrado com cartões de crédito e débito ?

Muitas pessoas fazem o uso excessivo do cartão de crédito ou débito como meio principal para realizar compras no exterior. Além disso, essa modalidade também é muito utilizada em transações de compra de moedas estrangeiras e compras com travelers checks e cartão pré-pago de moeda estrangeira.

A taxa no ano de 2018 é de 6,38 %, uma taxa bastante considerável. Desta maneira, se faz de suma importância um bom planejamento de viagens, considere levar dólares em sua viagem, pois, o IOF sobre a compra de dólares é de 1,1 %; percentual bem inferior.

Além disso, dentro do país o imposto também é cobrado pela utilização do cartão de crédito. Portanto, o pagamento direito de contas como água, luz e telefone, bem como o limite de saque do cartão também leva em consideração o custo da fatura do mês.

Por dia, a taxa do crédito rotativo do cartão de crédito é de 0,0082% além de um acréscimo de 0,38% sobre o total da operação, o que independe do prazo.

Como evitar a incidência do IOF sobre operações financeiras?

Vimos aqui que o IOF incide sobre todos os tipos de operações financeiras e não há como evitar.

Entretanto, alguns comportamentos podem evitar que você pague por uma taxa maior do imposto, aqui vão algumas dicas:

  • Evite fazer compras no exterior com cartões de crédito ou débito, pois, a taxa de incidência do imposto são de 6,38%;
  • Fuja da tentação do cheque especial, e evite opções mais rentáveis para a sua saúde financeira. Levando em consideração que o pagamento do imposto nestes casos, também é bastante considerável.


Raquel Luciano

Jornalista com experiência na produção de conteúdo para diversos canais de informação espalhados pelo Brasil. E-mail: rachell.luciano@gmail.com

     

0 Comentários