25 de Abril de 2019, atualizado ás 16:04

Jair Bolsonaro sanciona Lei que cria a Empresa do Simples Crédito



Por: | Notícias

Compartilhar:
         

Jair Bolsonaro sanciona Lei que cria a Empresa do Simples Crédito (foto: internet)

Siga A Folha Hoje no Google News – Clique Aqui!

O atual presidente da República Jair Messias Bolsonaro acabou sancionando a lei que cria a Empresa de Simples Crédito a mesma foi sancionada ainda na quarta-feira (24/04) e foi sancionada através de uma cerimônia no Palácio do Planalto.

Na prática o processo ficou bem simples, qualquer pessoa poderá abrir uma empresa simples de crédito. Por meio dela, é possível fazer empréstimos diretamente ao mercado local, sobretudo para aquelas pequenas e micro empresas.

Jair Bolsonaro sanciona Lei que cria a Empresa do Simples Crédito (foto: internet)

Ministro assina portaria para entrada no SUS de remédio para tratar AME

O Ministério da Economia ainda explicou que pessoas físicas simplesmente poderão abrir uma Empresa Simples de Crédito em suas próprias cidades e poderão então emprestar dinheiro para os pequenos negócios entre eles: cabeleireiros, padarias, etc.

Nessa nova lei não há nenhuma exigência para a abertura de tal empresa, porém a receita bruta anual não poderá ultrapassar R$ 4,8 milhões, além disso, fica vedada qualquer tipo de cobrança, seja de encargos ou de tarifas.

 A estimativa do atual governo com o sancionamento da lei é que a criação da ESC poderá injetar um total de R$ 20 bilhões ao ano, claramente isso representará um crescimento total de 10% do mercado de concessão de crédito.

 Ainda nesta quarta-feira (24) o ministro da Saúde Luís Henrique Mandetta assinou uma portaria que permite a inclusão no SUS do medicamento Nusinersen (Spinraza), esse que é o único medicamento no mundo inteiro que é recomendado para tratamento da Atrofia Muscular Espinhal.

 O fato é que essa doença é muito rara, e é capaz de interferir na capacidade que o corpo tem de produzir uma determinada proteína que é essencial para a sobrevivência dos neurônios motores.

Sem a presença desta proteína o que acontece é que os neurônios vão morrendo e estes mesmos pacientes acabam perdendo o controle e também suas forças musculares, lembrando ainda que essa doença é degenerativa e não tem cura.

Com a assinatura da portaria a mesma prevê a liberação de tal medicamento no prazo de até 180 dias, para todos os pacientes que possuem o tipo 1 dessa doença, essa portaria foi assinada justamente durante uma audiência na Comissão de Assuntos Sociais do Senado.




Redação A Folha Hoje

https://www.afolhahoje.com/

A Folha hoje é um portal Notícias, Entretenimento e Conteúdo de nichos específicos como, concurso público, dicas de cartão de crédito, resultados de loterias, e muito mais. Para falar conosco envie um e-mail para contato.afolhahoje@gmail.com

  

0 Comentários