‘Lockdown’ no Rio de Janeiro: início em Niterói e São Gonçalo

Nesta segunda-feira (11) se inicia o 'Lockdown' nas cidade de Niterói e São Gonçalo, as primeiras do Rio de Janeiro a executarem a medida preventiva.
Joey Phillipe - 11 de Maio de 2020 às 12:08:05
Looks like you have blocked notifications!

As duas cidades integrantes da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Niterói e são Gonçalo, inciam o ‘Lockdown’ nesta segunda-feira, 11 de maio, como medida de prevenção e contenção da COVID-19. Portanto, as cidades realizarão uma espécie de isolamento mais intenso, com maior restrição no tráfego e circulação de pessoas.

Vale lembrar que o ‘Lockdown’ já vem sendo adotado em cidade de outras regiões do país, visando os mesmos objetivos de contenção da crise por coronavírus.


RELACIONADAS



Contudo, no estado do Rio de Janeiro, as cidades de Niterói e São Gonçalo, são as primeiras a adotarem o isolamento total. Assim, a medida tem prazo de duração previsto para cinco dias, no entanto, este período pode ser prorrogado, caso as autoridades assim compreendam ser necessário.

Outras medidas para reforço do ‘Lockdown’ no Rio de Janeiro
Lockdown no Rio de Janeiro: início em Niterói e São Gonçalo – Foto: Brasil de Fato

Inicialmente, as duas cidades implementaram algumas medidas, que endossam a determinação do ‘Lockdown’, bem como impõem a obrigatoriedade de cumprir o período de isolamento.

Portanto, em Niterói foram implementadas medidas como: multa de R$ 180 ao cidadão que circular sem vínculo com atividade essencial; multa entre R$ 649,64 a R$ 3.248,20 (em caso de reincidência) a estabelecimentos abertos de forma irregular; reforço de bloqueios com os municípios vizinhos, testagem da temperatura das pessoas que entram na cidade, entre outras.

No entanto, na mesma cidade estará autorizado o funcionamento dos serviços essenciais de mercados e supermercados, farmácias, padarias, pet shops e postos de combustíveis. Segundo informações do G1.

Por outro lado, na cidade de São Gonçalo foram implantadas medidas de uso obrigatório de máscaras; proibição de circulação nas ruas exceto para serviços essenciais; estabelecimentos devem fornecer álcool gel 70% para clientes e funcionários; o descumprimento das medidas sujeitará o infrator à responsabilização cível, administrativa e criminal, entre outras.

Já, em relação aos serviços essenciais, estarão autorizados para funcionamento farmácias, hipermercados/supermercados, mercados e centros de abastecimento de alimentos, padarias. Bem como, pet shops, postos de combustíveis e restaurantes e lanchonetes (apenas para entregas em domicílio).

VEJA TAMBÉM



Postado por: Joey Phillipe
Sou redator, curto a área de informática, gosto de games e esportes.