Nesta segunda-feira, 01 de junho, o ex-presidente Lula publicou uma série de Tweets referentes a necessidade de relativização dos setores que tenham arrependido-se de ter votado em Jair Bolsonaro. Alegando que o fato do atual presidente da República ter sido eleito foi resultante de um processo que não foi amplamente democrático.

Portanto, nas publicações Lula trata sobre a oposição ao governo, a qual, segundo ele, não pode ser atribuída apenas a pessoa de Bolsonaro. Bem como, sobre a política econômica sob o controle do ministro Paulo Guedes. Afirmando ainda que não se “pode pegar o primeiro ônibus”, referindo-se a possibilidade de algum movimento de oposição.


RELACIONADAS



Além disso, o ex-presidente cita um editorial do jornal O Globo, sem mencionar ao certo qual seria. No entanto, dois recentes publicados pelo referido jornal obtiveram mais repercussão. Um, que defendia a necessidade de frentes democráticas unidas no momento de crise política. E outro publicado hoje, que trata sobre a desconfiança de investidores do exterior.

Neste último texto de opinião, o jornal argumenta que “se quiser, Bolsonaro ainda tem tempo para recuar e reconquistar a confiança, dentro e fora do país”.

Saiba Mais sobre as declarações de Lula

Lula sobre Bolsonaro: "Percebaram que o troglodita não deu certo"
Lula sobre Bolsonaro: “Perceberam que o troglodita não deu certo” – Foto: Uol

“Volto a dizer: não dá pra aceitar a ideia de que o Bolsonaro é resultado de um processo amplamente democrático. Ele é resultado de um processo que se deu desde a cassação de uma presidenta sem crime. Agora perceberam que o troglodita que eles elegeram não deu certo”, publicou Lula, em referência ao impeachment de Dilma Rousseff, ocorrido no ano 2016.

“Estou dizendo pra gente não pegar o primeiro ônibus que tá passando. Estão querendo reeducar o Bolsonaro, mas não querem reeducar o Guedes. Tem pouca coisa de interesse da classe trabalhadora nesses manifestos. O editorial do Globo é uma proposta de acordo pra manter o Bolsonaro”, continuou o ex-presidente.

Seguidamente, Lula também elencou diferenças que identifica na postura do PT, comparando-se aos outros partidos e lideranças que solicitam a saída de Jair Bolsonaro da presidência.

“E o PT sabe porque quer tirar o Bolsonaro. A gente quer tirar o Bolsonaro pra defender a vida. Porque ele não gosta de mulher, não gosta de preto, não gosta de índio, não gosta do povo trabalhador. É por isso que estamos dizendo Fora Bolsonaro”, concluiu.

Lula sobre Bolsonaro: “Perceberam que o troglodita não deu certo”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui