O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), esteve hoje na coletiva de imprensa do Governo do Estado de são Paulo. Ao lado do governador João Doria, Maia enalteceu o Instituto Butantan e defendeu a disponibilização de uma ou mais vacinas contra a COVID-19. Além disso, disse que manter um “bom diálogo” com o presidente Bolsonaro deve resolver esse impasse.

Na ocasião, Maia fez questão de revelar que quis estar presente nessa coletiva para desfazer os boatos de que teria evitado o convite para se encontrar com Doria em Brasília. A reunião estava marcada para acontecer na última quarta-feira, 21, às 10h, e precisou ser cancelada em cima da hora.


RELACIONADAS



“Fiz questão de estar aqui hoje, governador, porque na quarta, quando era para estarmos juntos, tivemos algumas notícias que eu deixei de recebê-lo por algum motivo, para atender a alguma sinalização para alguém e, de fato, eu fiquei indisposto”, disse Maia.

Loading...

De acordo com Maia, se aprovada pela Anvisa, com apoio do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o Congresso Nacional poderá autorizar não apenas essa vacina (CoronaVac), mas também outras que se mostrarem eficazes para à população.

“Os brasileiros, sem dúvida nenhuma, precisam ter direito a vacina, a essa ou a qualquer outra vacina que esteja pronta à sociedade brasileira”, ressaltou.

Loading...

“Tenho certeza que a vacina é fundamental”, diz Maia sobre adquirir o imunizante

Rodrigo Maia diz que um bom diálogo com o presidente Bolsonaro pode solucionar o problema da vacina - foto: reprodução
Rodrigo Maia diz que um bom diálogo com o presidente Bolsonaro pode solucionar o problema da vacina – foto: reprodução

Segundo Rodrigo Maia, a vacina é fundamental para que o Brasil e o resto do mundo consiga voltar a normalidade. Além disso, o presidente da Câmara falou sobre a sua experiência que teve ao contrair a COVID-19, relatando que perdeu muito peso e alertou sobre o real perigo da doença.

“A gente tá vendo o que tá acontecendo na Europa, a retomada da segunda onda, eu acho que a situação do Brasil é diferente, mas, de fato, a vacina pra muitos brasileiros é importante”, ressaltou.

E completa: “O presidente (Bolsonaro) nos últimos meses tem tido um ótimo diálogo comigo, tenho que falar a verdade, e eu espero que a gente consiga construir através do diálogo a solução não apenas pra São Paulo, mas pra todos os brasileiros que precisam dessa vacina.”

O que Bolsonaro tem a dizer sobre isso?

Ontem, quinta-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro esteve no Palácio da Alvorada onde conversou com os seus apoiadores. Em um vídeo gravado e publicado em seu Twitter, Bolsonaro parabenizou a Organização Mundial da Saúde (OMS) por recomendar a não obrigatoriedade da vacina, e chegou a mandar indiretas para o governador João Doria.

Loading...

Então dessa vez eles (OMS) estão se informando corretamente, talvez me ouvindo até, né? Então nós temos a certeza que não voltaremos atrás nessa decisão. Certamente, impor medidas autoritárias só pra esses nanicos projetos ditadores, como esse cara de São Paulo aí“, disse em indireta.

Por fim, ressaltou mais uma vez: “E quando esse governador (João Doria) fala, ele em vídeo, que iria obrigar 40 milhões de paulista a tomar a vacina, ele causou pânico nesse pessoal. É um direito de cada um tomar ou não. E outra coisa, uma irresponsabilidade do governador porque não existe uma vacina ainda eficaz, e em nosso caso, além de não existir uma comprovação científica, também não foi ratificada pela, obviamente, ou pratificada pela nossa Anvisa. Então parabéns a OMS. Começaram a acertar. Estão começando agora a se informar melhor antes de emitir um juízo, uma sugestão ou uma medida aí que atinge a todos do mundo, tá ok?

Coletiva de Imprensa: Anúncios do Governo SP – 23/10/2020 – fonte: Governo do Estado de São Paulo (YouTube)
Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui