Nesta segunda-feira, 25 de maio, o Ministério da Educação – MEC realizou alteração na Portaria que refere-se as regras do Sistema de Seleção Unificada – SISU. Na ocasião, foram incluídas vagas de cursos a distância. A edição de hoje do “Diário Oficial” foi o meio de divulgação do referido documento.

Inicialmente, criado em 2012, o SISU trata-se de uma sistema informatizado que junta vagas em universidades federais a candidatos que tenham interesse. O processo de seleção é realizado de acordo com o desempenho do estudante no Exame Nacional de Ensino Médio – ENEM. Ou seja, a chance de ser classificado aumenta quanto maior for a nota do exame.


RELACIONADAS



Além disso, a Portaria determina que as instituições de ensino ofertem meios digitais para o estudante possa encaminhar os documento necessários para matricular-se. Bem como, que seja publicada a lista de espera por curso, turno e modalidade de concorrência. As alterações já são válidas para a seleção do segundo semestre do programa.

Por fim, nesta segunda-feira inicia o prazo em que instituições interessadas deverão cadastrar-se no SISU e informarem o quantitativo de vagas disponibilizadas para o sistema. Visto que o período de inscrição será encerrado às 23h59 da próxima sexta-feira(29).

Prazo para inscrições do ENEM 2020 é prorrogado

MEC realiza a inclusão de cursos a distância no SISU
MEC realiza a inclusão de cursos a distância no SISU – Foto: Jornal Extra Carajás

Nesta sexta-feira, 22 de maio, o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, divulgou que o prazo para inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio–ENEM 2020 foi prorrogado. Inicialmente, o processo terminaria nesta sexta, no entanto, foi adiado para às 23h59 do dia 27 de maio, na próxima quarta-feira.

“Decidimos prorrogar o prazo das inscrições do Enem até 23h59 de quarta-feira, 27 de maio. Os boletos da taxa da prova poderão ser pagos até 28/05. Os candidatos devem ficar atentos à confirmação da inscrição na Página do Participante, do @inep_oficial”, declarou Weintraub, em rede social.

Além disso, pouco tempo depois o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira-INEP, que é responsável pelo exame e vinculado ao Ministério da Educação – MEC, divulgou a mesma informação.

Portanto, o Instituto afirmou que a mudança é decorrente de uma reunião realizada entre a instituição e o Conselho Nacional de Secretários de Educação-CONSED, ocorrida na manhã de hoje.”O Inep está atento a todas as manifestações da sociedade e do poder público”, informou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui