Messi não comparece aos treinos e clima com o Barcelona esquenta

O Barcelona pode acionar juridicamente Lionel Messi pelas faltas de domingo e segunda-feira. Mas o presidente tentará uma conversa com seu empresário
Anderson Gomes - 01 de Setembro de 2020 às 20:15:47
Looks like you have blocked notifications!

Lionel Messi, a estrela do Barcelona, já está cansado das falhas do clube espanhol na Liga dos Campeões e se encontra ansioso para trabalhar com Pep Guardiola mais uma vez.

No entanto, levar o Messi não será fácil, pois o jogador de 33 anos ainda tem mais um ano do seu contrato atual com o Barcelona, ​​com uma cláusula de rescisão de 700 milhões de euros (R$ 4,5 bilhões).


RELACIONADAS



A esperança do City é que a equipe de Messi possa negociar um acordo que o leve a deixar o Camp Nou em uma transferência gratuita.

Se isso acontecesse, a transferência para o City estaria decidida e os gigantes ingleses já acertaram as condições financeiras com os argentinos.

Messi sente falta de Guardiola
Messi não comparece aos treinos e clima com o Barcelona esquenta

Os proprietários do Manchester e o do Messi concordaram fechar um contrato de cinco anos no valor de 700 milhões de euros (R$ 4,5 bilhões) – o mesmo valor de sua cláusula de liberação.

Com a oferta, Messi passaria três anos na Premier League com o Manchester City e os dois anos restantes com o New York City FC – que também é propriedade do City Football Group (CFG).

É uma oferta de contrato que consolidaria o status do seis vezes vencedor da Bola de Ouro com o de jogador mais bem pago do planeta pelo resto de sua carreira.

Messi está desesperado para trabalhar novamente com Guardiola, uma fonte próxima ao jogador disse: “Messi acha que Guardiola tirou dele o melhor futebol e ele quer repetir isso”.

No entanto, o negócio depende exclusivamente de o Barça concordar em deixar seu valioso bem sair do clube de graça neste verão.

Segundo fontes do Barcelona, o presidente Josep Maria Bartomeu “não quer ser lembrado como o presidente que transferiu Messi”.

Mas o clube espanhol – que está muito endividado – logo terá que se perguntar; vale a pena manter um jogador tão bem pago quando está tão desesperado para sair?

VEJA TAMBÉM



Postado por: Anderson Gomes
Sou redator e professor de Física, curto uma boa música, games e, acima de tudo, estar com minha família.