Ministério Público Encontra Milhões em Casa de ex-Secretário da Saúde



Em uma Operação denominada de Mercadores do Caos fez uma busca e apreensão em um imóvel do ex-secretário da Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos.
Juliana Seixas - 10 de Julho de 2020 às 22:41:47

O Ministério Público realizou uma operação de busca e apreensão ocorrida hoje no Rio de Janeiro na casa do ex-secretário de Saúde, Edmar Santos. Foram encontrados o equivalente a R$ 6 milhões em uma primeira contagem realizada após o recolhimento do dinheiro, que pertenceriam ao ex-secretário.

O ex-secretário foi preso esta manhã e levado ao IML (Instituto Médico Legal). Após feitos todos os procedimentos, o mesmo foi encaminhado a Unidade Prisional da PM, em Niterói.


RELACIONADAS



O dinheiro foi encontrado em um apartamento em Botafogo, localizado na zona Sul do Rio, na Região Serrana. Também foram bloqueados pela justiça cerca de R$ 37 milhões das contas do ex-secretário, equivalente aos recursos desviados.

Após ser demitido no mês de maio, Edmar Santos, já era investigado pelo Ministério público. Ele é suspeito de realizar contratos com irregularidades na compra de respiradores e também em construções de obras hospitalares no combate ao Covid-19.

Considerado um dos chefes desse esquema de corrupção ele é suspeitos de participar de uma organização criminosa. Promotores do Gaecc (Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção) junto com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) coordenaram as investigações denominada Operação Mercadores do Caos.

Ministério Público acha 6 Milhões de Reais em endereço ligado a ex – Secretário da Saúde!
Ex-Secretário da Saúde do Rio é suspeito de fraudar licitações!

Mas antes de conferir mais detalhes sobre o assunto, recomendamos que acesse a guia de notícias e clique no botão azul Criar alerta. Assim você ficará informado sobre todas as notícias do Brasil e do Mundo. Mas, depois não esqueça de voltar aqui para conferir mais informações sobre o ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro.

Além disso, o intuito da operação realizada hoje pelos promotores de justiça seria desarticular uma quadrilha, que diante do senário pandêmico e a falta de licitação e de caráter, realizavam fraudes para a compra de novos respiradores para vítimas do coronavírus.

Ainda de acordo com os promotores haviam pessoas no comando da Secretária Estadual de Saúde (SES) e empresários que estavam participando dos contratos de caráter emergencial para desviar recursos públicos.

Antes de mais nada, vale lembrar que nenhum respirador foi entregue mesmo com contratos que juntos somam em torno de R$ 180 milhões. Foram escolhidas três empresas para fornecer os equipamentos, contudo eles nunca chegaram.

Por fim, o Juízo da 1ª Vara Criminal Especializada da Capital expediu os mandados. De acordo com o MP, com autorização da justiça, foram apreendidos celulares, pen drives, computadores, registros de conversa telefônica entre outras coisas.

Ademais, o ex-secretário de Saúde do Rio, Edmar Santos, foi preso hoje, saiba mais! (Canal: Band Jornalismo)

VEJA TAMBÉM



Postado por: Juliana Seixas
Sou Engenheira de Materiais, professora de Inglês e Francês e escrevo para o site A Folha Hoje.