Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta é Demitido nesta Quinta-feira
Presidente e ministro tiveram divergências públicas sobre isolamento social.
Por: Hierton Levi / 16 de Abril de 2020 às 18:47:35

Looks like you have blocked notifications!

Como já previsto, o atual Presidente Jair Bolsonaro, demitiu o Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Cujo profissional estava à frente do Ministério desde o início do governo.

A referida demissão já vinha sendo discutida em todo meio de comunicação. No entanto, suscitavam como mais uma fake News. Porém, hoje, 16 de Abril de 2020, em meio a constante turbulência que o sistema de saúde brasileiro vem passando, houve a ratificação da demissão do Ministro da Saúde.

Siga A Folha Hoje no Google News – Clique Aqui

Luiz Henrique Mandetta, ficou bastante conhecido pela atuação e posicionamento firme perante a devastação trazida pelo COVID-19 no Brasil. Seguindo os preceitos da OMS – Organização Mundial da Saúde, o ex Ministro da saúde concordava com o distanciamento social em detrimento da economia.

Medidas da OMS e Posicionamento do Presidente
 (FOTO: ANDERSON RIEDEL/PR)

A medida indicada pela OMS tem como teor prevenir a propagação do vírus. Além disso, o distanciamento social poderia prevenir que as capacidades das UTIS sejam excedidas

Porém, o Presidente Jair Bolsonaro discorda com o posicionamento de distanciamento social, o qual é adotado em todos os Países com nível alto de contaminação. Levando a crê que o COVID-19 é uma “gripezinha”, além de ser um conteúdo midiático para o setor de comunicação em massa.

Isolamento social x Preocupações Econômicas



Em meio a essa dicotomia de ideias instaladas na mesma gestão, começou-se então a repensar. O que vale mais? A Vida ou a Economia?

Com o passar do tempo, o ex Ministro Mandetta, em suas coletivas diárias destinadas a imprensa, demonstrava, através de estudos e relatórios, o crescente número de contaminados, bem como o avanço vertiginoso do número de mortes, principalmente, no estado mais populoso do Brasil, o qual concentra 21,08 % da população de todo país, que é São Paulo.

Todavia, o Presidente Jair Bolsonaro, em sua rede social e em pronunciamentos nacionais, trazia ideologias empresariais.  Fazendo ilações que o Brasil não necessitaria de tamanha concretude de reclusão, pois, se assim fosse, não haveria vestígios de empresas após o vírus cessar no território brasileiro.

Reconhecimento do trabalho de Mandetta e divergências com o presidente

No entanto, grande parte da população começou a enaltecer o ex Ministro Mandetta, por prezar pela vida em primeiro lugar.  O que, consequentemente, gerou no Presidente Jair Bolsonaro a irresignação maior, por ter um profissional agindo destoante com seu atual governo.  

Tal posicionamento de desprazer chegou a ser relatado em uma entrevista à Rádio Jovem Pam, onde o Presidente salientou que que faltava humildade a Mandetta, pois ele precisaria ouvir mais o gestor para decidir sobre as medidas adotadas para o enfretamento a pandemia do coronavirus.

Deste modo, a demissão ocorrida nada mais é que uma demonstração do poder de chefia e superioridade, transparecendo que não será permitido que seus subalternos possam ser mais enaltecidos pelo belo trabalho exercido. Logo, finaliza-se mais um dia. Com mais de 200 mortes em todo Brasil. Vida 0 X 1 Economia.

Por fim, como disse o sábio Rei Salomão: “Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade.” Eclesiastes 1:2


Postado por: Hierton Levi
Graduado em Letras Português e Direito. Em constante processo de descoberta e ávido por conhecimento.

Load more

Notícias relacionadas

Receba nossas notícias NO CELULAR

Receba nossas NEWSLETTER

Futebol ao Vivo Receita Notícias Futebol ao Vivo