Os investigadores conseguiram localizar uma mulher suspeita de enviar um envelope contendo ricina à Casa Branca. A substância, presente nos frutos da mamona, pode causar náuseas, enjoos, sangramentos e falência de órgãos.

Por questões de segurança, o envelope foi interceptado ainda no setor de triagem, antes de chegar ao presidente Donald Trump. Após análises, foi descoberto que a substância se tratava de ricina, um poderoso veneno natural.


RELACIONADAS



Segundo o FBI, a mulher foi detida na fronteira entre Nova York e Canadá. Ela foi levada sob custódia pelas autoridades da Alfândega e Proteção de Fronteira dos Estados Unidos.

Essa não é a primeira vez que uma carta envenenada é enviada à Casa Branca

Envelope envenenado contendo ricina é enviado a Donald Trump - foto: reprodução
Envelope envenenado contendo ricina é enviado a Donald Trump – foto: reprodução

De acordo com o que foi revelado, ela deve enfrentar acusações federais. No entanto, o seu nome não chegou a ser divulgado.

Além disso, o relatório informou que, possivelmente, o envelope envenenado teria origem canadense. A informação divulgada pela Real Polícia Montada do Canadá.

A descoberta foi realizada graças ao serviço de rastreamento da Casa Branca, que verifica a origem de todas as encomendas endereçadas à residência oficial e aos presidentes dos Estados Unidos.

Essa não é a primeira vez, casos semelhantes já ocorreram em 2018, já na posse de Trump, e em 2014, durante o mandato de Obama, mas ninguém ficou ferido. Os funcionários da presidência não foram autorizados a falar sobre o caso.

O que é ricina?

Apesar da semente possuir substâncias tóxicas, o óleo da mamona não se mistura com a ricina - foto: reprodução
Apesar da semente possuir substâncias tóxicas, o óleo da mamona não se mistura com a ricina – foto: reprodução

A ricina é uma forte toxina produzida a partir do processamento da semente da mamona. Ela faz parte do produto que sobra durante a produção do óleo de mamona.

Ingerir, injetar ou inalar a substância pode ser fatal mesmo que em pequenas quantidades. Além disso, não há um antídoto para a ricina, o que a torna uma poderosa arma de guerra.

A morte por inalação é rápida, acontece dentro de 4 a 8 horas, provocando náuseas e febre na vítima.

Ingerir ou se expor a ricina irá provocar sintomas semelhantes. Eles se resumem a dores no corpo, sangue na urina, febre, desidratação e vermelhidão na pele e nos olhos, levando a morte dentro de 36 a 72 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui