Nesta sexta-feira (15), diante do crescente número de casos confirmados e óbitos ocasionado pelo Coronavírus,  Nelson Teich, ex-ministro da Saúde, pediu demissão. No entanto, durante pronunciamento, o ex-ministro afirmou que foi “escolha” sua deixar a pasta.

“A vida é feita de escolhas. E eu hoje escolhi sair”, declarou o ex-ministro.


RELACIONADAS



Além disso, nesta sexta-feira, o Ministério da Saúde realizou atualização do número de casos e óbitos ocasionados pelo coronavírus. Segundo o levantamento, o Brasil já atingiu 218.233 casos e 14.817 óbitos em decorrência da COVID-19.

Contudo, Nelson Teich não apresentou justificativa para a tomada desta decisão. Ainda assim, durante entrevista no Palácio do Planalto, o ministro da Casa Civil, Braga Neto, afirmou que a decisão de saída de Teich seria por “questão de foro íntimo”.

Teich, argumentou ainda sobre o motivo que o teria levado a aceitar a função de Ministro da Saúde, quando realizado o convite por parte do presidente da República. “Eu aceitei porque achava que poderia ajudar o Brasil e ajudar as pessoas”, disse.

Saiba mais sobre a saída de Nelson Teich

Nelson Teich revela que saída do Ministério da Saúde foi escolha própria
Nelson Teich revela que saída do Ministério da Saúde foi escolha própria – Foto: Veja

Após o pronunciamento o ex-ministro da Saúde não concedeu entrevistas. No entanto, foi questionado se o fato do presidente da República insistir no uso de Cloroquina para tratamento da COVID-19 teria sido o motivo do pedido de demissão. No entanto, Nelson Teich não respondeu.

Além disso, de modo geral, em sua fala durante o pronunciamento, ele elogiou a equipe que trabalhou com ele nesses 28 dias à frente do Ministério da saúde. Bem como agradeceu ao presidente Bolsonaro a oportunidade de tê-lo convidado para ocupar a função.

“Eu agradeço ao presidente Jair Bolsonaro a oportunidade que ele me deu de fazer parte do Ministério da Saúde. Isso era uma coisa muito importante pra mim. Seria muito ruim na minha carreira não ter tido a oportunidade de atuar no ministério pelo SUS [Sistema Único de Saúde]. Eu escrevi uma vez que eu sou uma pessoa formada. Eu nasci graças ao serviço público. Sempre estudei em escola pública. Minha faculdade foi pública, minhas residências foram em hospitais federais. Eu fui criado no sistema público.”, afirmou.

Por fim, Teich afirmou que deixou concluído um plano de combate à COVID-19, para governadores e secretários estaduais. De acordo com ele, um programa de testagem também deve ter aplicação iniciada em breve, devido estar pronto.

Nelson Teich revela que saída do Ministério da Saúde foi escolha própria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui