Sumya Swaminasan, cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), acredita que a possibilidade dos hábitos voltarem a ser como eram antes da pandemia de COVID-19 só poderá ser experimentada a partir de 2022.

A afirmação foi feita durante uma reunião online da Fundação das Nações Unidas, sediada em Genebra, na Suíça. Também foi analisado que o vírus não se tornará uma ameaça baseada em períodos sazonais ao longo do tempo.


RELACIONADAS



Segundo Sumya, muitas pessoas ainda precisarão obter a imunidade contra a COVID-19. Foi ressaltado que teremos um longo período pela frente para continuar mantendo as medidas de proteção, como distanciamento social, máscaras e cuidados com a higiene.

Mundo registra mais de 30 milhões de casos e países retomam lockdown

Brasil lidera na terceira posição do ranking da COVID-19 no mundo_ 4.497.434 casos e 135.857 mortes - foto: reprodução
Brasil lidera na terceira posição do ranking da COVID-19 no mundo: 4.497.434 casos e 135.857 mortes – foto: reprodução

Os números diários assustam e dados da OMS mostram que já foram registrados 30.536.424 casos da COVID-19 desde o início da pandemia. Bem como, 952.577 mortes relacionadas ao vírus.

Nesta situação, alguns países resolveram retornar ao sistema de lockdown, fechando completamente todos os estabelecimentos considerados não essenciais e prevalecendo o isolamento obrigatório.

Ontem, sexta-feira (18), o Governo do Reino Unido anunciou que, com o aumento do número de casos no país, poderá ter que adotar novamente o confinamento de todos os cidadãos.

Em entrevista à BBC, o ministro da Saúde, Matt Hancock, disse: “Queremos evitar um confinamento nacional, mas estamos preparados para fazer isso, se necessário”, comentou.

Do lado asiático do globo, em caráter de urgência, Israel já aderiu ao seu segundo lockdown depois de serem notificados novos casos de COVID-19 no país, sendo considerada a maior taxa de contágio das últimas semanas.

Israel é o primeiro país a retomar lockdown nacional – fonte: Band Jornalismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui