Banda DonaLi lança novo single documentário sobre as Catadoras de Mangaba

Nova música é uma homenagem a Nadir da Mussuca e faz parte do álbum “Mangaba Sound”

Por: Fredson Navarro - Jornalista
13/08/2021 às 20:27 - atualizado em 13/08/2021 às 20:27

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

A banda sergipana DonaLi, que é formada pela cantora Fernanda de Aquino e o multi-instrumentista David Davi, se lançou mais um single, mas dessa vez, a novidade é em dose dupla: a nova música é uma homenagem a Nadir da Mussuca que foi conhecida durante o lançamento de um minidocumentário sobre o Movimento Catadoras de Mangaba. O trabalho faz parte do próximo álbum da banda, “Mangaba Sound”, cujo conteúdo será divulgado, na íntegra, no mês de setembro.

Composto por David Davi, o single “Nadir” é instrumental e tem como principal característica a mistura da música eletrônica e do rock no riff distorcido da guitarra com a célula rítmica do samba de pareia, que é registrado pelo tamborim do artista Ton Toy. “O single é instrumental e tem muito da interação entre o regional e o cosmopolita. Usamos como base a célula rítmica do samba de pareia e, por isso, dei à música o nome de Nadir, em homenagem a Dona Nadir da Mussuca, esse ícone da nossa cultura”, explica David.

O lançamento do single é acompanhado do minidocumentário “Flor de Mangabeira, de autoria da DonaLi. Nele, a banda dá visibilidade às vivências das catadoras de mangaba e nos convida a debater sobre os impactos da especulação imobiliária, da carcinicultura e do cultivo de eucaliptos no trabalho destas mulheres que são símbolo da cultura em Sergipe.

“O objetivo é dar projeção para as lutas, para a grande força que essas mulheres têm e para o que representam na cultura sergipana, por meio da imersão em um tema pouco debatido: como a especulação imobiliária, a carcinicultura, o cultivo de eucaliptos e a degradação do meio ambiente em geral podem afetar o trabalho das catadoras de mangaba? O trabalho delas vai muito além do que colher frutos e produzir derivados da mangaba. Elas cuidam de maneira especial de algo que é muito nosso. Por isso, a importância do minidocumentário, para nos ajudar a mostrar essa construção identitária, que está ligada ao que somos e ao que podemos chamar de sergipanidade”, explica a cantora Fernanda de Aquino.

O multi-instrumentista David Davi reforça que o minidocumentário deseja reforçar a ideia de que as catadoras de mangaba não representam apenas um ofício. “Elas atuam de maneira imprescindível para a preservação da cultura do nosso estado, através da salvaguarda da mangabeira, uma árvore que é símbolo de Sergipe. Assim, as catadoras não só colhem o fruto, mas dão também uma atenção especial à mangabeira, que requer cuidados precisos, já que é uma árvore muito delicada”, salienta David. O documentário será disponibilizado no canal DONALI no Youtube.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Fredson Navarro

Fredson Navarro
Fredson Navarro é jornalista, formado em 2005 pela Universidade Tiradentes. Atua no mercado sergipano há mais de 15 anos. Saiba mais sobre Fredson em seu perfil!