Bolsonaro assina decreto que antecipa pagamento de 13º

Segundo o Governo Federal, o pagamento será efetivado em duas parcelas para dependentes da Previdência Social

Por: Caroline Brito - Jornalista
05/05/2021 às 09:21 - atualizado em 29/05/2021 às 17:51

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) assinou ontem (4) decreto que antecipa o pagamento do 13º salário para segurados e dependentes da Previdência Social que recebem aposentadoria, auxílio-doença, auxílio-acidente, pensão por morte ou auxílio-reclusão.

Segundo a União, o pagamento será efetivado em duas parcelas: a primeira será paga entre 25 de maio e 8 de junho, correspondendo a 50% do valor do abono.

A segunda, por sua vez, deve ser recebida entre 24 de junho e 7 de julho, e sobre ela incidirá o imposto de renda, dependendo do seu valor.

A medida adotada pelo governo tem o intuito de enfrentar os graves efeitos econômicos decorrentes da pandemia de Covid-19 no Brasil nos últimos meses.

INSS. Imagem: Divulgação.

Dessa forma, serão injetados R$ 52,7 bilhões em todo o país para a camada da população mais vulnerável aos problemas relacionados à doença.

Vale destacar que a medida não tem impacto no orçamento de 2021 já que os valores pagos serão apenas antecipados aos beneficiários.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Caroline Brito

Caroline Brito
Caroline Brito é jornalista, formada pela Universidade Federal do Ceará, em 2012, e mestra em Planejamento e Políticas Públicas pela UECE. Saiba mais sobre Caroline em seu perfil!