Ministro admite preocupação com veto de R$ 200 milhões para vacina brasileira

O presidente Bolsonaro vetou R$ 200 milhões que seriam direcionados ao desenvolvimento de pesquisa da vacina contra Covid-19 “100% brasileira”

Por: Caroline Brito - Jornalista
26/04/2021 às 15:44 - atualizado em 29/05/2021 às 18:17

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp

O presidente Jair Messias Bolsonaro vetou R$ 200 milhões que seriam direcionados ao desenvolvimento de pesquisa da vacina contra Covid-19 “100% brasileira”.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, se mostrou preocupado diante dos cortes orçamentários previstos na pasta. Em live divulgada nas redes sociais, no último sábado (24), o titular da pasta chamou o corte de “estrago”.

“Estamos tanto trabalhando pro orçamento do ano que vem, quanto vendo o que vamos fazer com o orçamento deste ano, com o estrago, vamos chamar assim. Realmente foi muito comprimido esse orçamento”, explicou o ministro.

A vacina

Marcos Pontes, ministro de Ciência e Tecnologia

A vacina brasileira, em desenvolvimento pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, foi anunciada em março pelo próprio ministro Marcos Pontes e pelo ministro da saúde, Marcelo Queiroga. Nesse mesmo dia, o Instituto Butantan, de São Paulo, confirmava o pedido de testes para a sua vacina, chamada Butanvac.

Orçamento

O orçamento previsto para o ano de 2021 foi sancionado com cortes que totalizam quase R$ 30 bilhões. A preocupação do governo federal foi seguir as leis de controle das contas públicas. Para isso, até mesmo o Ministério da Saúde teve o orçamento reduzido.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News

Caroline Brito
Caroline Brito é jornalista, formada pela Universidade Federal do Ceará, em 2012, e mestra em Planejamento e Políticas Públicas pela UECE. Saiba mais sobre Caroline em seu perfil!