LGPD e LGBT: Entenda a diferença entre as siglas confundidas por Carlos Bolsonaro

Em reunião na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, nesta semana, o vereador carioca gerou rebuliço nas redes sociais ao errar termos

Por: Gabriel Brolli - Jornalista
21/04/2021 às 17:26 - atualizado em 21/04/2021 às 19:01

Compartilhe: faceboook twitter whatsapp
LGPD e LGBT: Entenda a diferença entre as siglas confundidas por Carlos Bolsonaro
LGPD e LGBT: Entenda a diferença entre as siglas confundidas por Carlos Bolsonaro (Foto: Agência Brasil)

Durante deliberação na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, nesta semana, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) confundiu as siglas LGBT E LGPD e causou rebuliço nas redes sociais. Por causa da transmissão online da reunião, os internautas não perdoaram o deslize e debocharam do erro em uma sequência de reações no Twitter.

Depois que veículos começaram a circular a fala de Carlos, o vereador usou o seu perfil para negar o ocorrido. “Confundi porcaria alguma. Estava ciente dos dois projetos em discussão. Quanto ao de proteção de dados me posicionei favorável e quanto ao segundo levantei questões e confeccionei emenda para tal proposta. Mentirosos descarados!”, escreveu.

Mas, registrada virtualmente, a confusão acabou documentada. Enfim, no vídeo do debate, ele confunde a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) com as pautas do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais). Para entender cada uma delas, confira os detalhes abaixo:

LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados)

A reunião em questão visava o debate sobre a “autodeterminação informativa”, seção que discute o direito dos cidadãos sobre o uso de seus dados pessoais, mas nada tinha a ver com pautas de gênero.

“Na autodeterminação você vê por aí gente que, inclusive, se autodenomina tigre, leão, jacaré, papagaio, periquito. Novamente repito, isso não é piada. Então, a partir do momento que você coloca, ignorando legislações superiores que caracterizam o sexo da pessoa como homem e mulher, X e Y, baseado na ciência, e você entra com uma característica de autodeterminação, fica algo muito vago”, disse o filho do presidente Bolsonaro, na ocasião.

No entanto, LGPD, por sua vez, refere-se à Lei Geral de Proteção de Dados do Brasil. Sancionada em agosto de 2018, ela discute as regras sobre coleta e armazenamento de dados pessoais dos cidadãos, como forma de regular proteção individual, sobretudo em meios online.

LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais)

Hoje, a sigla mais adequada é LGBTQIA+ (Lésbicas, gays, bissexuais, transsexuais e travestis, queer, intersexuais, assexuais e mais). Ela faz parte do movimento de diversidade sexual e identidade de gênero, visando abrigar todas as pessoas que fogem do padrão cisgênero e heterossexual.

A sigla LGBT começou a ser usada nos anos 90, e segue aumentando desde então. Hoje, ela ganha força a partir de movimentos de representatividade, e com o crescimento da consciência social acerca das pautas relacionadas à diversidade.

Dúvidas, critícas e sugestões? Fale com a gente
Acompanhe a Folha Hoje nas Redes! faceboook twitter youtube instagram Google News
Gabriel Brolli

Gabriel Brolli
Gabriel Brolli é jornalista. Com experiência em tradução, redação e produção de conteúdo para redes sociais, já colaborou para grandes veículos de comunicação. Saiba mais sobre Gabriel em seu perfil!